Vintage Vogue II

Lembram que há um tempo eu postei umas fotos lindas da Vogue desde o início do século e disse que outra hora eu ia postar dos anos 60 pra frente? Eu não esqueci dessa promessa, só demorei um pouquinho pra cumprir, mesmo! :)

Dessa vez eu separei algumas capas fenomenais que vão de 1962 a 1990, lembrando sempre que nessa página da revista você pode fazer sua própria busca nos arquivos da Vogue e ver todas as capas lindas e históricas da revista.

1962 January Vogue cover

Eu não sei o que eu amo mais nessa capa: os tons pastel, o gatinho, as jóias poderosas, o cabelón poderoso ou a maquiagem verde-chique com esse batom lindo!

1962 vogue cover june

Eu adoro essa maquiagem porque além do gatinho com o delineado, a maquiagem tem um “gatinho extra” bem leve em lilás acizentado, muito legal e fácil de imitar!

1966 Vogue Cover March Donyale Luna

E essa mistura do Brasil com o Egito? Sucesso!

1966 vogue september maud adams cover

Tá achando que tá arrasando aí com as unhas em cor pastel ou com uma em cada cor? A Vogue já fazia tudo isso em 1966, amiga! Eu também acho o máximo o côncavo marcado com uma linha bem intensa do começo ao fim dos olhos, muito anos 60!

1967 vogue frança twiggy maio

Tinha que ter uma Twiggy com o côncavo marcado aqui, né? :)

1984 vogue cover november

1984 = muitas cores diferentes na capa. E só tem um rosto. Ah, os anos 80!

1990 vogue cover february

Essa última é bem do comecinho dos anos 90 e não é tão representativa da moda da época, mas eu acho ela uma das capas mais simpáticas da Vogue! Sem dizer que eu adoro preto e branco e não me importaria em ter essa camisa/vestido no meu armário! :)

E aí, gostaram?

por Julia

Vintage Vogue

Meninas, lembram que esses dias eu postei um monte de capas de revistas antigas aqui no blog? Então, eu não quis postar tudo aquela vez mas eu tinha em mãos uma verdadeira pérola das revistas antigas: o arquivo das capas da amada-venerada-salve-salve Vogue – desde 1916!

Viajar por esses quase cem anos de história da moda só confirmou pra mim que sim, as capas de hoje em dia não têm um terço do charme e da criatividade de antigamente (como a segunda capa, desenhada por Salvador Dalí!).

Dá uma olhadinha nas belezuras que eu separei pra vocês de 1919 a 1957 – preferi quebrar o post com as minhas capas preferidas em duas partes, essa beleza toda tem que ser bem digerida :)

1919 capa vogue abril

1939 capa vogue ilustração salvador dalí

1940 vogue cover august

1954 Vogue - March cover

1957 January Vogue cover

1957 vogue cover august

Pra quem ficou curiosa, dá pra fuçar nas capas aqui, só buscando o ano de publicação ou até mesmo a modelo da capa ou o fotógrafo. Valeu, Vogue!

por Julia

Roxinho

Esses dias eu me deparei com uma capa da Vogue de 1993 que me lembrou de todos os motivos que eu tenho medo do revival dos anos 90.

Mas depois que passou o susto e superei os oito quilos de blush, o efeito panda invertido e o cabelinho pra trás, uma coisa me chamou a atenção nessa foto: a maquiagem roxinha meio lavanda, uma cor indefinível mas MUITO bonita:

Vogue Cover January 1993 - Christy Turlington

Aí que um tempo depois eu vi nos arquivos da diva Linda Hallberg uma maquiagem bem parecida feita com duas sombras de uma paleta de 120 cores (oi, posso querer?). É bacana porque não tem côncavo marcado nem muita mistureba de cor, é mais lavado, mesmo:

Linda Hallberg maquiagem lilás

Com um blush levinho e batom discreto, foge do clichê anos 90, né? Achei que fica fenomenal em meninas de pele clara e cabelo escuro e deve ficar lindo em negras também!

Agora a pergunta que fica é: quem me indica uma sombra com uma cor próxima a essa por menos de 15 reais? :D

por Julia

Vogue para gordinhas

Já estão sabendo da novidade? A Vogue Itália lançou hoje um novo canal, o Vogue Curvy, dedicado às mulheres mais cheinhas.

O novo site tem sugestões de looks, entrevistas e reportagem com modelos plus size lindíssimas e páginas de inspiração com algumas musas – as fofas América Ferrera e a Christina Hendricks, diva absoluta, já aparecem por lá.

A página também traz um blog super bacana e até dicas para as modelos fora dos padrões esqueléticos. A iniciativa da revista também traz os novos canais Black e Talents, voltados à beleza negra e a novos talentos na área da moda.

É uma pena que uma segmentação como essa seja necessária para dar mais espaço às mulheres normais – porque sinto muito, mas as plus-size têm corpos completamente normais – e às negras na Vogue.

Mesmo assim, achei que os canais não têm aquele sentimento de “caridade” e têm conteúdos bem bacanas, vale dar uma olhada!