Retrospectiva 2010: Balaio

Hoje é o dia de dar uma olhadinha nos filmes, músicas e séries que marcaram nosso 2010.

Um ótimo fim de ano pra todo mundo que acompanhou o Sem Finesse, as incríveis novas amigas que conhecemos pelo blog e a todo mundo que alegrou esse ano! :)

Melhor filme

Manu: A Origem tem um roteiro que nos deixou maluquinhos e foi o mais marcante em 2010! Combine um roteiro doido com Leo di Caprio, efeitos visuais fantásticos e um diretor maravilhoso e você tem o quanto eu amo este filme!

Ju: Acho que vi menos filmes nesse ano que em qualquer outro da minha vida. Por isso, A Origem entra aqui (até pelo tanto de memes que surgiram a partir do filme), mas faltou assistir um monte de outros. Fica na resolução de 2011 assistir mais filmes!

Melhor série drama

dexter mad men parenthood

Manu: Eu jamais consigo escolher apenas uma série (me sinto injusta com as outras!). Neste ano amei muito Mad Men, como sempre. A surpresa foi Parenthood, com sua abertura mais linda do mundo, atores ótimos (Lorelai e Nate!), um roteiro sensível e episódios fantásticos. Sentirei muita saudade se for cancelada!

Ju: Comecei a ver Mad Men esse ano e me apaixonei pela série, que tem os melhores roteiros e personagens de drama atualmente. Dexter foi meio irregular e teve uma season finale mais morna que a última, mas ainda é incrível.

Melhor série comédia

modern family community how i met your mother

Manu: Minhas comédias favoritas de 2010 foram Modern Family, com suas tiradas excepcionais e personagens estereótipos que fogem do esperado e Community, que, apesar de ninguém ter gostado, eu amo! A série se passa em uma community college americana e os personagens são todos losers! Muita piada em relação à TV e episódios temáticos! (Quem não gostar, não brigue comigo, ok? Ninguém gosta, então eu não recomendo mais! haha)

Ju: Apesar de uma temporada meio fraquinha com só alguns episódios incríveis (Blitzgiving!), How I Met Your Mother continua sendo minha série de comédia preferida (gosto mais que Friends – pronto, podem brigar comigo!).

Melhor atriz

Jane Lynch - Sue Sylvester January Jones - Betty Draper

Manu: Glee não seria a mesma série sem Jane Lynch, a Sue Sylvester! Ótima atriz de comédia, garantia de boas risadas! Os episódios sem ela não são a mesma coisa.

Ju: A cada dia que passa Betty Draper se torna mais detestável em Mad Men. A season finale com a frase “no one ever takes you side, Betty”, resume o drama personagem tão pouco simpática, interpretada com perfeição por January Jones!

Melhor ator

jon hamm neil patrick harris jim parsons michael c. hall

Manu: Fico entre três: Jon Hamm, Neil Patrick Harris e Jim Parsons! Cada um com sua graça: o John e seu ar blasé que constrói completamente o caráter de Don Draper, Neil e sua graça natural que faz a gente rolar de rir com apenas uma palavra (LEGENDARY!), e o Jim com seu jeito esquisito de ser que faz do Sheldon um estranho fofo!

Ju: Nessa temporada de Mad Men, Jon Hamm conseguiu deixar Don Draper muito mais humano (se você não chora vendo The Suitcase, falta um coração aí). Michael C. Hall é fantástico desde a época de Six Feet Under e também esteve incrível em Dexter nessa temporada sensível e tensa.

Melhores momentos

himym-glee-lost-mad-men melhores momentos 2010

Manu: Barney cantando “Nothings Suits Me Like a Suit“, a participação especial de Gwyneth Paltrow em Glee cantando Forget You de Cee Lo Green e os últimos momentos de Lost (spoiler para quem não viu!).

Ju: Apesar de alguns problemas na última temporada, o final de Lost foi um dos momentos mais fodas do ano. Don Draper desabando em The Suitcase foi a cena do ano (só encontrei esse gif, que deixa a cena hilária, hahaha).

Melhor banda

Manu: Em qualquer ano a resposta será provavelmente Arcade Fire! E esse ano eles arrasaram com CD novo e tudo mais! Objetivo de vida do Sem Finesse para 2011: vê-los ao vivo!

Ju: O Arcade Fire lançou o incrível The Suburbs esse ano e fez todo mundo morrer de nostalgia de alguma coisa que ninguém sabe bem o que é.

Melhor música

Manu: A minha música de 2010 foi Nada Será Como Antes do Clube da Esquina, por que foi a que escolhi para tocar na minha formatura. Significa muito para mim!

Ju: Ready to Start, do Arcade Fire, marcou bastante o ano (aliás, quase todas do disco novo!).

Melhor cantor

Manu: Durante o ano, gostei demais de ouvir o disco do Cee Lo Green, The Lady Killer!

Ju: Esse ano o Fyfe Dangerfield, do Guillemots, uma das minhas bandas preferidas, lançou um disco solo que me deixou feliz da vida :)

Melhor cantora


Manu: Não sei se é a melhor cantora, mas em 2010, amei escutar Duffy!

Ju: Esse ano valeu só por ter descoberto a inacreditável Janelle Monaé – que vejo ao vivo semana que vem em Florianópolis, começando o ano muito bem! :)

Melhor show

Manu: Regina Spektor no SWU! Definitivamente, amei a experiência de ver minha cantora favorita ao vivo, a apenas alguns metros de distância!

Ju: A maior expectativa do ano foi pra ver Regininha, mas eu tenho que dizer que o melhor do ano foi o Terra: vi of Montreal, Mika, Phoenix e Pavement na grade (ó a minha foto bem faceira na grade :D).

Pronto! Terminou nossa retrospectiva de 2010! Que 2011 venha cheio de roupas bonitas, esmaltes brilhantes, músicas boas e novos filmes e séries pra gente se divertir :)

Mad as the Mad Women (parte 3)

Chega ao fim a extensa série sobre a beleza de Mad Men. Depois de analisar o estilo de Betty e Peggy, chegou a hora de falar da sex-bomb Joan Holloway (Christina Hendricks).  Joan é secretária da agência de publicidade e se orgulha de seu corpo repleto de curvas: ela tenta mostrá-lo sempre da melhor maneira possível. E com muita finesse, nada nela é vulgar. Como bem observa um personagem da série, todas as mulheres querem ser Marilyn, mas Marilyn quer ser Joan.

Ela se destaca pelo uso de cores fortes numa época em que a mulherada abusava de florais, xadrezes e tons pastéis. Joan usa rosa pink, verde, azul royal, roxo, preto, vermelho. E isso deixa bem claro que ela é uma mulher absolutamente moderna, que se sustenta e faz o que bem entender. Leva rapazes para casa, seduz seu chefe, mas não abandona o sonho de se casar com um príncipe encantado. Nem preciso dizer que a silhueta é sempre super ajustada a sua cintura e quadril: são aqueles vestidos e conjuntos que abraçam o corpo da mulher.

Ela também abusa das joias marcantes em pontos estratégicos. Sua marca registrada é esse pingente de canetinha, mas ela usa também muitos broches e brincos grandes.

Já deu para perceber que a Joan é uma mulher que sabe o que quer,  e que tem consciência do que lhe cai bem. No visual dela, é tudo bem acertado. Mas ela a personagem sabe que só isso não basta e varia o cabelo quase todo dia.. é cada penteado elaborado! Liiindoas demais!

Na maquiagem, ela é toda fina. Sempre um delineado fofo, e lábios cor de boca ou, mais raramente, vermelhões.

- A Joan te despreza.

Teve um dia que a Joan estava muito linda, ela ia sair para jantar e usou um pretinho de cetim todo drapeado liiiindo. Taí:

E para não dizer que eu não falei das outras moças de Mad Men, selecionei alguns looks legais de duas que acho muito divertidas!

Trudy Campbell (Alison Brie)

Jane Sterling (Peyton List)

Desejo muito que Mad Men vá até 1970.

por Manu

Melhores do Golden Globes

Uma coisa que gente sem finesse e sem dinheiro mas com bom gosto curte fazer é ver premiação só pra ver roupa e maquiagem das celebridades. Já que a gente adora fazer isso, nada melhor do que começar o nosso blog comentando a beleza e as roupas do 67° Golden Globes, que aconteceu no último domingo sob uma chuva que não acabou com o tapete vermelho. Dá uma olhadinha nas nossas escolhas de melhores looks:

January Jones

Manu: Quem não queria ser January Jones? A mamãe Betty, tão criticada pelos espectadores de Mad Men, arrasou chiquérrima num Lanvin preto com um babado de cetim que acentua apenas um ombro e marcado na cintura. Fina, segurava seu próprio guarda-chuva para se proteger da chuva que molhava diversas obras de couture nos arredores do red carpet. Faixinha de cetim pra combinar com o vestido, um coque elaborado, batom e unhas vermelhos e um sorriso que é dela mesmo pra iluminar o rosto. Não precisa de mais nada (alem de jóias de arrasar).

Emily Blunt

Manu: A Emily Blunt está aqui por causa desse vestido lindo, porque o desastre de maquiagem me deixou triste. Base mais clara que a cor do corpo, olho combinando com o vestido. Mas ahh, que vestido! Na onda dos tons pastéis que invadiu o red carpet, esse Dolce & Gabbana rosinha todo em chiffon drapeado é tudo de mais lindo. E ela é sempre muito poderosa. E o cabelo tá lindo, corte super atual, bem saudável. Tá fierce.

Julia: Emily Blunt encarnou a diva total nesse vestido rosinha esvoaçante. Delicado e sexy sem muito esforço, braceletes nos dos braços sem ficar pesado, tudo perfeitinho e no lugar. também não fui muito fã da maquiagem, mas o cabelo tá com aquela cara maravilhosa de “nasci assim”.

Lea Michele

Manu: A Lea, nossa amada/odiada Rachel do Glee, estava toda trabalhada no drama com esse Oscar de La Renta preto maravilhoso.  O brinco de esmeralda e os cílios postiços poderosos só completaram o look. Eu só dispenso as sobrancelhas mega marcadas.

Julia: Esse ano a galera resolveu não ousar muito na cor, né? Esse vestido da Lea Michelle eu achei meio debutante demais quando vi pela primeira vez, mas olhando bem ele é lindíssimo – só fica apagadinho porque é preto!

Olivia Wilde

Manu: Tava linda toda femme fatalle nesse Gucci prateado com um decote super profundo mas bem elegante. O vestido parece ser super pesado, então palmas para ela que tem uma postura admirável. O cabelo era um rabo de cavalo não preso com muito glamour e a maquiagem um pouco angulosa demais pro rosto dela, mas os olhos são liiiiiindos, com um pouco de verde, acho eu.

Julia: Essa mulher não precisa de nada pra ficar bonita, e por isso mesmo acho que a maquiagem ficou muito angulosa – isso tá bem acentuado na primeira foto. Porém, essa maquiagem em alguém mais pobrinha de beleza deve ficar uma coisa linda, haha.

Christina Hendricks

Manu: Estou adorando as meninas de Mad Men. E Christina Hendricks define beleza dos anos 60! Ela tem um corpão no maior estilo Marilyn Monroe, cinturinha fina, seios fartos e quadril largo. A “red” arrasou com esse vestido cor de champagne, cheio de babados, lindo. O modelo é por Christian Siriano e ela combinou com brincos compridos e super delicados, pulseira e carteira, tudo prateado. O cabelo, solto, porque a gente quase nunca vê na série e é muito bonito.  Linda demais. Alguém me dá esse vestido pra eu usar na formatura? A maquiagem é a mesma da série: pele perfeita, delineado marcado na sombra branquinha, lápis branco na linha d’água, boca vermelha, blush rosinha. Precisa de outra coisa?

Julia: Não tenho muito pra dizer: a Christina Hendricks é linda demais e ficou maravilhosa com esse modelo. Não curti muito a (falta de) cor, mas a gente deixa quieto esses detalhes, né. Ninguém ousou muito nas cores de maquiagem, então é legal ver alguém com um batom mais colorido, nem que seja no mais clássico dos vermelhos.

Chloe Sevigny

chloe sevigny 2010 golden globes red carpet 03

Julia: Chloe Sevigny me perdeu um pouco por causa da cor meio apagadinha, mas essa coisa toda esvoaçante cheia de babados me deixaram completamente apaixonada  por esse vestido Valentino fenomenal. Brincos pequenos, cabelo preso todo pra trás em um coque bem simples, batom coral e olho meio cinza completaram o visual básico, mas bem eficiente.

Jennifer Morrison

jennifer morrison hugh laurie 2010 golden globe awards red carpet 03

Julia: Jennifer Morrison deprimiu a nação ao aparecer com essa pele ridiculamente impecável. Blush pêssego, boca vermelha e olho marrom bem discretinho. Se eu tivesse essa pele e esse rosto também não fazia mais nada.

Marion Cotillard

marion cotillard 2010 golden globe awards red carpet 02

Julia: Marion Cotillard foi uma das únicas que ousou nos olhos –  parece que tem um pouco de turquesa escuro no centro dos olhos, lápis preto e tons puxados pro azul cintilantes, mas discretinhos. Acho que talvez ficou tudo muito cintilante com esse gloss rosa claro, mas o conjunto me agradou bastante, principalmente com esse cabelo altinho bem classy, uma coisa meio anos 60.

Imagens: Temptalia e Just Jared

Piores do Golden Globes

Nem só de beleza e glamour vive o red carpet. Sempre tem algumas atrizes que, por mais belas e talentosas que sejam nas telas, escorregam no tapete vermelho. Nessa edição do Golden Globes que estava tudo molhado então… Piadinhas bobas à parte, vamos ver a parte mais divertida da premiação:

Maria Menounos

Manu: Ok, a chuva piorou um pouco a situação da Maria Menounos. Mas cauda vermelha no tapete vermelho? Ton-sur-ton demais pra mim. E acho que o modelo ficaria melhor num cocktail dress. E, on top of the cake, tem esse cabelo e esses brincos e esses cílios e é tudo demais.

Julia: Cabelo opaleveiumsusto e esse vestido curto na frente e comprido atrás tão terríveis – ficaria bem mais bonito na altura dos joelhos, aí sim podia entrar até na lista dos melhores. E achei que o brinco tem cara de bijuteria barata #prontofalei.

Drew Barrymore

Manu: A impressão que eu tenho é que uma criatura está comendo o Versace da Drew Barrymore que sem esse arranjo seria lindo. A maquiagem e o cabelo estão bem bonitos, mas fico agoniada com esse vestido.

Julia: O complicado dessa roupa é que o vestido seria lindíssimo sem esse pepino do mar (de acordo com votação feita na cobertura online da premiação) que tá colocado ali no quadril e nos ombros. de resto, Drew é diva, sempre fofa, linda e gracinha, dá vontade de apertar as bochechas.

Sandra Bullock

Manu: A musa do fim dos anos 90 está linda da cintura pra cima. O cabelo, aquele meio solto e meio preso que a gente tem visto todo dia quase na cabecinha da Tailor Swift ornou no rosto dela, esse decote do Bottega Venetta dela é lindo, essa cor do vestido é linda, os brincos são lindos. Ficou bem deusa grega. Mas daí se você olha pra baixo, o que é essa saia? Tudo bem que transparência está em alta, mas acho que não é legal parecer que ela se esqueceu do forro do vestido e ficou com as pernocas de fora. Mas o olho tá legal com delineado roxo (por mais que combine com o vestido)

Fergie

Manu: Como diria o Robert Downey Jr. em Trovão Tropical, “you never go full prom”. E foi o que a Fergie fez: mesmo na tendência dos tons pastéis, ela parece que vai direto para a festa de formatura tradicional nos Estados Unidos. Falta emoção. E esse cabelo solto e a falta de acessórios (uma pulseira só) colaboraram pra isso tudo.

Julia: Eu tenho um conceito muito pessoal de “gordinha debutante”. Não que ela esteja gordinha, mas é aquela coisa que eu total vejo essa roupa em uma menina desengonçada de 15 anos entrando na sociedade absolutamente sem nenhuma noção ou bom gosto. Sem dizer que a pele da Fergie tá um BAGAÇO, dá pra ver bem nessa foto.

Julianne Moore

Manu: Se uma ruiva ganhou entre as melhores, outra ganhou entre as piores. Do look da Juliane, eu salvo as jóias lindas. O vestido é muito estranho, o pano é esquisito, a cor-de-rato não favorece a pele e o cabelo dela (que são lindos). E o modelo, deixou tudo engruvinhado (nunca pensei que escreveria isso). Feio, Julianne. Mas a make tava linda. Pele impecavel, sombra cinza pra destacar o olho azul e muito rímel.

Julia: A Julianne Moore é ruiva, linda e poderosa. Aí me pergunto por que a pessoa coloca esse vestido em T com esse babadinho feio, essa costura (torta) no meio e esse tecido horrível! Sapato e brinco lindos, mas usa com outra combinação, faz favor!

Anna Paquin

anna paquin golden globes 2010 stephen moyer 07

Julia: Amiga, ousei! Cagou tudo, Anna Paquin. Muito brilho, muito decote, essa fenda horrenda, esse sapato medonho, essa perna torta. Jesuis, tudo errado, tudo muito errado! Só salva por causa do acessório que ta segurando o guarda-chuva.

heidi klum seal 2010 golden globes red carpet 05

Julia: Se quando tava grávida ela usava uns vestidos incríveis, agora a Heidi Klum encarnou a mãe de família e apareceu vestida de madrinha de casamento – ela é tipo a tiazona da gordinha debutante. Azul bebê, canutilho e esse decote que não tá segurando muito bem ta difícil de engolir. E ainda tem essa clutch furta-cor que não sei nem o que dizer.

kate hudson golden globes 2010 08

Julia: Tem um episódio de Friends que o Chandler termina com uma namorada, a Joanna, porque ela tem aquele acúmulo de rímel na parte de dentro do olho. só consegui lembrar disso na hora que vi a maquiagem da Kate Hudson. Além disso, achei que esse tom douradinho nos lábios tem uma cara muito de socialite de 60 anos de idade.

Créditos: Temptalia Just Jared