russian red

Num tem quem diga: Russian Red X Natura Aquarela 56

Esses tempos a amiga Debs postou uma comparação do lindão Russian Red, da MAC, com o 330 da linha Mate da O Boticário, crente que os dois eram irmãos de sangue separados na maternidade. No fim das contas eles não eram exatamente gêmeos, mas me deixaram intrigada.

Quando fui na casa dela, resolvi fuçar nos dois e comparar na minha frente os vermelhões bonitos desse mundo. Foi aí que eu me deparei com o batom 56 da Natura Aquarela.

batons russian red - batom natura aquarela 56

Natura X MAC

“E esse aqui, Debs, já comparou?” “Não, nem lembrei da existência dele, Ju”. Aí fui, em prol do brogueirismo investigativo, botar os dois no braço pra ver o que rolava e rolou uma semelhança FORTE. A Debs emprestou o batom pra eu investigar essa história mais a fundo e tirar umas fotos pra vocês concordarem que eu não to louca:

russian red - batom natura aquarela 56 swatch

Natura na esquerda, Russian Red na direita.

Parecidos, né? Pois é. Mas a prova final mostrou que sim, esses dois nasceram na mesma maternidade e cada um foi levado pra um lado do mundo:

Natura em cima, Russian Red embaixo.

NUM TEM QUEM DIGA que não é o mesmo batom, vai dizer? A maior diferença entre os dois é o acabamento: o Russian Red é mate e não sai da boca nem na base da porrada, enquanto o da Natura é cremoso.

Ainda assim, usei ele esses dias quando fui comer pastel (é, tão achando que o nome do blog é por acaso?) e ele resistiu bem. Ele não sai e deixa aquela cara de lápis de boca, ele fica mais fraquinho, como se tivesse passado um lip tint.

A outra diferença que tem que ser considerada nessa história toda é o preço, né? Enquanto um mísero batom da MAC custa uns R$ 70, esse da Natura custa menos que R$ 15, pelo que pesquisei. O Russian Red ainda é meu preferido porque é o que mais dura na minha boca (que adora expulsar batom), mas o da Natura é uma opção perfeita pra quem tá atrás de um vermelhão lindo e clássico!

por Julia

Russian Red

O Russian Red é um dos vermelhos mais bonitos da MAC e muita gente sabe disso, mas pouca gente conhece a banda-de-uma-mulher-só que ganhou o nome em homenagem ao batom. O nome foi escolhido pela espanhola Lourdes Fernández, de apenas 24 anos, para o seu projeto musical.

As músicas são bastante despretensiosas, a maioria no esquema violão e voz – e a voz da Lourdes é linda, uma mistura única de Ingrid Michaelson* com um quê de Cindy Lauper (o Russian Red tem um cover de girls just wanna have fun, aliás!). Além de transbordar talento, Lourdes também é bonita até dizer chega:

Eu estou meio dependente dessa música nesses últimos dias, olha só quanta beleza-talento-que-inveja-desse-cabelo-retrô:

Pra quem ficou curiosa, dá pra baixar o primeiro disco da Lourdes, lançado em 2008, aqui. Espero que gostem da dica de música de menininha! : )

*Se você não conhece Ingrid Michaelson é porque não assiste Grey’s Anatomy, então fica aqui a minha sugestão para conhecer os dois! Sua vida vai ser muito mais feliz – ou triste, porque Grey’s é de assistir com o lencinho do lado.

por Julia