Paixão: brocados

Acho que se tem uma coisa que meu lado drama queen gosta mais que renda é tecido brocado e adamascado. Sim, aqueles que todo mundo carinhosamente chama de “tecido de sofá” quando você usa.

Ao que tudo indica, eu não sou a única a achar isso, porque tem um monte de coleções cheias de peças com o tecido e dá pra ver mais roupas assim nas lojas – na C&A tinha uma jaquetinha linda, mas muito cara.

Esses casacos maravilhosos (e parecem tão quentinhos!) são da coleção  da Cavalli, apresentada em fevereiro, mas é muita coisa bonita pra deixar passar. A coleção inteira tem uma pegada bem rock anos 70, misturando o brocado com peles, oncinha e  transparências e tecidos leves.

A coleção de outono da Balmain continuou jogando no time ganhador de sempre: mini vestidos justos cheios de paetês, correntes e blá blá blá whiskas sachê. Mas olha só que lindeza esses casacos:

E como nem tudo nessa vida é rock, Blair Waldorf (sempre ela!) usa um Burberry chiquérrimo no começo da terceira temporada de Gossip Girl. Também morro com o oxofrd bicolor e o olhar Chuck Bass te despreza.

Só pra morrer um pouco mais, a fofíssima Lula Mag fez um editorial com um vestido Dolce e Gabbana lindo demais:

A tristeza da minha vida é que só gosto de tecido caro.

Por Julia

Meu rim por um sapato

Eu sei, eu sou repetitiva. Pra achar um sapato que eu goste, é bem fácil: faz um mary jane, uma cor bonitinha, um saltinho com um detalhe diferente. Não precisa ser nada espalhafatoso, só algo que fosse ficar lindo com qualquer roupa ou parado na minha estante só de enfeite.

Exemplo n° 245048

Roberto Cavalli criou este sapato tão tradicional e ainda tão bonito, com os detalhes envernizados e esse azul céu (aliás, sinto um início de obsessão com azul por aqui…) tão bonito na camurça.

Esse sapato estava à venda no Net-a-Porter por meros 300 dólares. Dá pra fazer uma vaquinha pro meu aniversário, não?

… ok, não.

por Julia