Num tem quem diga: Russian Red X Natura Aquarela 56

Esses tempos a amiga Debs postou uma comparação do lindão Russian Red, da MAC, com o 330 da linha Mate da O Boticário, crente que os dois eram irmãos de sangue separados na maternidade. No fim das contas eles não eram exatamente gêmeos, mas me deixaram intrigada.

Quando fui na casa dela, resolvi fuçar nos dois e comparar na minha frente os vermelhões bonitos desse mundo. Foi aí que eu me deparei com o batom 56 da Natura Aquarela.

batons russian red - batom natura aquarela 56

Natura X MAC

“E esse aqui, Debs, já comparou?” “Não, nem lembrei da existência dele, Ju”. Aí fui, em prol do brogueirismo investigativo, botar os dois no braço pra ver o que rolava e rolou uma semelhança FORTE. A Debs emprestou o batom pra eu investigar essa história mais a fundo e tirar umas fotos pra vocês concordarem que eu não to louca:

russian red - batom natura aquarela 56 swatch

Natura na esquerda, Russian Red na direita.

Parecidos, né? Pois é. Mas a prova final mostrou que sim, esses dois nasceram na mesma maternidade e cada um foi levado pra um lado do mundo:

Natura em cima, Russian Red embaixo.

NUM TEM QUEM DIGA que não é o mesmo batom, vai dizer? A maior diferença entre os dois é o acabamento: o Russian Red é mate e não sai da boca nem na base da porrada, enquanto o da Natura é cremoso.

Ainda assim, usei ele esses dias quando fui comer pastel (é, tão achando que o nome do blog é por acaso?) e ele resistiu bem. Ele não sai e deixa aquela cara de lápis de boca, ele fica mais fraquinho, como se tivesse passado um lip tint.

A outra diferença que tem que ser considerada nessa história toda é o preço, né? Enquanto um mísero batom da MAC custa uns R$ 70, esse da Natura custa menos que R$ 15, pelo que pesquisei. O Russian Red ainda é meu preferido porque é o que mais dura na minha boca (que adora expulsar batom), mas o da Natura é uma opção perfeita pra quem tá atrás de um vermelhão lindo e clássico!

por Julia

Testamos: Mac Nail Trend F/W 2010 e dicas para fazer as unhas

Ontem, além de fuçar na loja da MAC toda e conhecer a linda da Fabiana Gomes, pudemos ter um gostinho da nova linha de esmaltes limitados da MAC: a Nail Trend F/W 2010, criada pela top manicure Jin Soon e inspirada na China imperial. Segundo ela, em entreivista para Maria Clara Póvia da Elle Brasil, há espaço no mercado para cores vivas e com brilho sutil, que dá um toque de sofisticação a unha. Adoro esse brilho discreto, que não é totalmente GLITTER, mas dá uma atenção maior às unhas. Uma pena que, quando seca, o esmalte da coleção perde um pouco a graça, mas nada que um top coat não solucione. Achei as cores muito lindas, algumas bem vibrantes outras mais fechadas, bem o que se procura em tons de outono e inverno.

No evento tinha uma manicure de plantão para fazer a unha da mulherada on the spot, o que, claro, foi um sucesso!

A Julia escolheu o Ming Blue, um azul bem lindão:

E eu fui de Concubine, um vermelho escuro com brilhos rosados, bem outonal:

A Lílian do Secrets of Beauty escolheu um tom lindo, meio taupe, meio nude, com micro brilhos dourados, o Earthly Harmony:

O tom verde da coleção era hipnotizante! Jade Dragon, na mão de uma menina que não sabemos o nome!

E por fim o tom roxo BAPHO Rain of Flowers, nas unhas da Bruna Fronza, que disse que conhece o Sem Finesse e deixou a Ju toda feliz com a informação!

Faltou só um laranja bem absurdo. Swatches mais perfeitos e resenhas bem legais tem no Temptalia e no All Lcquered Up. Os esmaltes custam R$ 45.

Cuidados com as unhas

Achei tão legal que no mesmo dia do lançamento na MAC,  tinha lido uma entrevista com a Jin Soon na Elle Brasil. Curti algumas dicas que ela deu:

Sobre formatos de unhas: “Trabalhando em editorias de moda e desfiles, vi que a próxima onda serão as arrendodadas, que representam feminilidade, sofisticação e tem apelo fashion”

Sobre cores nos pés e nas mãos: “Aplicar tons diferentes nas mãos e nos pés demonstra personalidade. Mas tudo bem se você se sentir mais confortável usando o mesmo esmalte. Vale lembrar que cores iguais deixam o look mais chic, em especial o vermelho e suas variantes”

Sobre erros na manicure: “Acho pouco seguro removê-las (as cutículas) totalmente. Recomendo empurrá-las o máximo possível e apenas aparar as irregularidades das laterais. Para mantê-las saudáveis, basta aplicar um hidratante específico pelo menos duas vezes ao dia”

Sobre durabilidade do esmalte: “Limpe com cuidado a superfície das unhas. O esmalte não adere por completo se houver resíduos de outros produtos”

Sábia mulher.

por Manu

MAC Fabulous Felines: meus preferidos

Quem segue a gente no twitter (segue lá!)  já deve ter lido que ontem eu e a Manu participamos do lançamento da nova coleção da MAC, a Fabulous Felines. A nova linha foi lançada para o outono do hemisfério norte e é inspirada nos felinos – e é nessa hora que a louca dos gatos aqui fica com os olhinhos brilhando.

A coleção é dividida entre a Burmese Beauty, Palace Pedigreed e Leopard Luxe. A paleta de cores do primeiro puxa mais pro verde, a da segunda (que eu mais gostei, aliás!) tem tons de ameixa e a última é mais douradinha, e todas têm vários produtos amarronzados. Eu achei bem bacana que tem algumas coisas bem louquinhas e outras bem usáveis, dando um equilíbrio entre a inovação e drama e os clássicos. Dá uma olhada no que eu mais gostei:

Quarteto de sombras da Palace Pedigreed: um clarinho com brilhos, rosinha clássico, um ameixa lindo-apaixonante e um cinza escuro esverdeado fofo:

Também da Palace Pedigreed, os batons mais usáveis da coleção: Cunning, Pet Me Please, Aristocat e Superior e o pigmento Bloodline:

Digo que são os mais usáveis porque a coleção tá cheia de batons cintilantes e com glitter. Pra quem (como eu) não curte esse tipo de acabamento, a Fabiana Gomes, maquiadora sênior da MAC no Brasil, disse que a tendência tá voltando com força. Claro que ninguém precisa usar nem gostar, mas é bom ficar de olho e às vezes descobrir que a gente pode mudar de ideia depois, haha.

Pra finalizar, um momento de silêncio pra paleta de sombras da Burmese Beauty, que tem quatro cores super usáveis e a Furiously Fabulous, pretinha-com-verde com o acabamento mais fenomenal que já vi na vida hipérbole, oi?:

Bom, esses aí foram os meus produtos preferidos da linha, não tem nenhum critério científico nisso – também amei vários delineadores e os pigmentos, que estão lindos demais! Pra quem ficou curiosa pra ver a coleção mais completinha, a Temptalia fez swatches de vários produtos da Leopard Luxe (olhos e rosto) e da Palaced Pedigreed (olhos e rosto).

Ah! E antes que eu me esqueça, uma foto da Fabiana, maquiadora-mor do Brasil e super querida e acessível, deu dicas pra quem tava lá e conversou com todo mundo numa boa. E ainda se revelou gente como a gente, quando eu pedi pra tirar uma foto dela e ela teve a coragem de dizer que tava com o delineador mal passado, porque passar sozinha é complicado. Ah, a gente sabe disso, né? :)

Por fim, eu e a Manu num momento de tietagem total:

Muita finesse!

por Julia

Looks de verão: Aveiro

Durante minha viagem eu e a Mari, minha irmã, registramos alguns looks que usamos na viagem. O primeiro dia que fotografamos foi em Aveiro, cidade portuguesa onde minha tia mora. O lugar é muito fofo, lindo e tem docinhos maravilhosos (redundância sobre Portugal!).

Aqui vão os looks que deixam muito saudosa de todo aquele verão lindo! Digo isso encolhida embaixo das cobertas nesse domingo gelado curitibano.

Vestido Farm, sandália Arezzo, óculos Jackie OHH Ray-Ban, colar Maria Filó, batom Girl About Town

E aqui um registro das costas do vestido, que para mim são o grande charme! Ele também passeou em Veneza:

E o look da Mari:

Sempre toda trabalhada nas cores básicas.. marinho deixa fina!

por Manu

Bordô nos olhos? (e dica de blog)

Pois é, sempre me fiz essa pergunta. Será que se eu passar sombra avermelhada nos olhos não vai parecer que está inflamado?? A Bruna Tavares do Pausa Para Feminices, blog com os melhores tutoriais de make bapho para os olhos do Brasil, me ensinou que não. Com esse tutorial Burgundy Eyes, ela me fez perceber que a cor combina muito com olhos verdes, mas que poderia ficar muito linda em olhos castanhos! Por coincidência, já faz algum tempo que eu tenho o paint pot que ela usa no tutorial. Ele tem uma cor linda, bem borgonha, cor de vinho, apaixonante, mas, infelizmente, saiu de linha. Aqui ela demonstra direitinho a lindeza da cor e as possibilidades desse produto!

Dia desses, brincando com maquiagem, fiz uma inspirada no tutorial da Bruna. Gostei muito do resultado!!

Usei o tal Paint Pot, lápis marrom da Mac na cor Stubborn Brown, sombra marrom clara, marrom escura, preta e rosada da Paleta de 28 Cores Neutras do Ebay e o iluminador do Duda Molinos. O rímel é meu amado e idolatrado Define-a-Lash da Maybelline.

Não sou nenhuma expert né, gente, mas eu gostei bastante do resultado! Ficou chique, fino, ótimo para uma festa. Completei com blush rosado-coral Nars Orgasm (famoso!!!) e meu mais novo batom MAC, o fofíssimo Hue.

Olho tudo, boca nada.

Por Manu

Não vivo mais sem

Desde que descobri a MAC tive várias surpresas, algumas decepções. Mas alguns produtos eu gosto tanto que espero poder ter sempre por perto. Primeiro, o Paint Pot na cor Painterly. Eu amo tanto essa base para sombras que uso todo dia, até quando não uso sombra nenhuma.

Ele dá uma ajeitada na cor da pálpebra e não deixa nada escorrer ou estragar durante o dia. Com sombra, ele faz a cor  bem mais intensa e aumenta a durabilidade. Só que dificulta o processo de esfumar. Enfim, nada é perfeito. Mas pra melhorar, num potinho vem 5g de produto, o que é praticamente infinito.Esses dias fui na loja da MAC aqui em Curitiba, e um maquiador me disse que os paint pots foram descontinuados! Era a primeira vez que ouvia esse bafão e fiquei admirada, por que é um produto bem legal! Não achei o fato na internet para confirmar, mas fiquei bem curiosa… e de fato, não havia mais nenhum aqui na loja…

O segundo produto da MAC que eu não vivo mais sem é o Studio Fix, que é papo de muitos blogs. Reitero o que muita gente diz: venero esta base. Antes dela, usava a versão líquida e acho que ela não é nada perto da em pó. Deixa tudo lindo, impecável, seco, tira mesmo a oleosidade. Só acho que não podia acabar nunca… brincadeirinha.

Em seguida vem a All That Glitters, minha primeira sombra MAC. Gente, o que é a cor dessa sombra? Uso dia sim, dia também porque amo a cor, o brilho, a textura, tudo. Fora o glamour.

Por fim, meu blush da MAC mais antigo, que (LOUCURA) atingi o metal do fundo. O Blushbaby é super pigmentado, quase não brilha (ele é levemente iridescente, só descobri esses dias, até então achava que era mate), e fica na bochecha uma eternidade. Para aquela carinha básica de saúde de todo dia. Amo.

por Manu

Pretty in pink (noveau)

A Manu já disse no outro post que eu uso o Grape da Dailus dia sim, dia também. Ele imita a cor do Pink Noveau e foi meu fiel companheiro por um bom tempo, mas o detalhe é que eu, pessoa sem finesse, agora tenho em mãos a versão original dessa cor da MAC, que uma amigona enviou de presente da Inglaterra, junto com outras coisinhas:

Minha primeira providência depois que parei de hiperventilar foi correr praexperimentar meu MAC. E jesuis, como ele é bom, macio, hidratante e lindo, rosa-aberto-maravilhoso.

Pra aproveitar que agora tenho o original em mãos, resolvi tirar umas fotos para comparar o Pink Noveau com o Grape e com o n°1 da coleção matte da Vult, cores-irmãs. Fiquei chocada com a semelhança dos três, olha só:

Pink Noveau em cima, Grape embaixo. Dá pra ver que o Grape é um pouco mais chegay e o Pink Noveau é um pouco mais opaco, mas são bem parecidos.

Choque: Pink Noveau em cima e n°1 da coleção matte da Vult embaixo, parecido-quase-igual. Mas claro que nem tudo é igual: o da Vult dura bem, mas quem já usou MAC sabe que as maquiagens da marca não têm toda essa fama por nada.

Bom, pra quem não tem amigos muambeiros fora do Brasil e não está disposta a pagar quase 70 reais em um batom da MAC, ficam as dicas desses gêmeos baratinhos e bem dignos. Eles têm uma pigmentação bem boa, e passando um pouco de pó compacto eles duram um tempão!