Os longos mais lindos da alta costura (até agora)

Amanhã é dia internacional de babar nos vestidos de alta costura Elie Saab, mas por enquanto já elegi meus longos preferidos da temporada: um Dior vermelho (minha cor preferida, é óbvio que ia ser o escolhido) cheio de babados e todo bufante e um Giambattista Valli fúcsia todo esvoaçante com uma gola poderosa de rosas douradas.

Ah, um dia eu fico rica e ando de couture pela rua!

por Julia

Hoje é dia de Couture!

Amanhã começa a semana de Alta Costura, ou Haute Couture, em Paris e  a gente aqui do Sem Finesse fica muuito feliz! Como dizia Christian Lacroix (cuja grife faliu e infelizmente não é mais considerado couturier), “a Haute Couture deve ser divertida, meio boba e quase impossível de usar”. Eu amo demais e vocês? Adoro quando os estilistas se jogam num universo de sonho completo e criam personas inexistentes ou trabalham clichês em forma de vestidos  e roupas impressionantes. A questão é menos consumo e mais imaginação. É o momento de os estilistas expressarem suas visões do mundo em forma de tule, seda, rendas e outros mil tecidos da mais fina qualidade. Nas últimas estações, porém, alguns estilistas deixaram isso um pouco de lado para investir em peças absolutamente impecáveis, com costuras e alfaiataria perfeita, o que não deixa de ser legal, né?

Olha que legal esse editorial chamado Crazy Couture da Elle de Maio!

Enquanto isso, fiquem com algumas imagens da Haute Couture Fall 2010 e Spring 2011 :

Armani Privé

Alexis Mabille 

Bouchra Jarrar

Chanel 

Dior 

Elie Saab 

Givenchy

Jean Paul Gaultier

Valentino

por Manu

Vitrines da Itália

Minha viagem foi meio corrida e não deu tempo para muita coisa que eu queria fazer… Como moça sem finesse de carteirinha, uma delas era passear com calma por lojas grifadas só pra olhar mais de perto as coisas (leia-se sapatos e bolsas) que a gente baba de longe. Não deu para fazer isso, mas entre um monumento e outro, aproveitei para registrar algumas (poucas!) vitrines que achei fofas… Primeiro, três que me chamaram atenção na Via Condotti, em Roma, onde estão todas as flagships das grifes luxuosas, entre as italianas como Prada, Dolce & Gabanna, Missoni, Gucci e de outras nacionalidades como Jimmy Choo, Dior, Louis Vuitton, Celine etc etc!

A da Dior estava uma graça com essa Miss Dior, saia bailarina e essa gola com pele (falsa, eu espero):

Me apaixonei também pela vitrine da Prada, que tinha muitas manequins com esse batom laranja bafo (como desfilado na coleção verão 2010). Além disso, amo muito essas coleções inspiradas no anos 40 e 50 que a dona Miuccia anda mostrando:

Eu nunca dei muita bola para Gucci antes, mas, na Itália vi que a grife é muito fina sim senhor, com coisas muito lindas. E adorei os detalhes da vitrine da loja em Roma:

Em Veneza também havia muitas lojas chiques nas ruas, principalmente jóias… Mas o que eu amei mesmo foi essa bolsa da Moschino, pela qual eu acho que daria um rim:

Andei pesquisando sobre a Moschino e a coleção outono/inverno de bolsas dele está de chorar de tão linda, vou até fazer um post depois.

Essa aí sai pela bagatela de 1145 euros (ouch!), mas eles tem linhas mais  “baratas”, como a Moschino Cheap and Chic e a Love Moschino.

Por fim, uma coisa engraçada em relação ao mercado do luxo que vi na Itália foi (pasmem!) essa fila enorme na frente da loja da Louis Vuitton:

Quem aí ouviu falar em crise?

por Manu

Meu rim por um sapato

Semana passada aproveitei esse espaço para falar sobre uma designer nova, que ainda disputa seu espaço nos pés das pessoas de bom gosto desse mundo.

Já essa semana resolvi apelar pra covardia e falar da coleção de primavera de John Galliano pra Maison Dior.

Sim, queridas, coleção de alta costura: porque a gente é pobre mas a gente bem que pode sonhar com essas pequenas perfeições de cetim com lacinhos.

E esse saltinho torcido? Morri.