Num tem quem diga: Russian Red X Natura Aquarela 56

Esses tempos a amiga Debs postou uma comparação do lindão Russian Red, da MAC, com o 330 da linha Mate da O Boticário, crente que os dois eram irmãos de sangue separados na maternidade. No fim das contas eles não eram exatamente gêmeos, mas me deixaram intrigada.

Quando fui na casa dela, resolvi fuçar nos dois e comparar na minha frente os vermelhões bonitos desse mundo. Foi aí que eu me deparei com o batom 56 da Natura Aquarela.

batons russian red - batom natura aquarela 56

Natura X MAC

“E esse aqui, Debs, já comparou?” “Não, nem lembrei da existência dele, Ju”. Aí fui, em prol do brogueirismo investigativo, botar os dois no braço pra ver o que rolava e rolou uma semelhança FORTE. A Debs emprestou o batom pra eu investigar essa história mais a fundo e tirar umas fotos pra vocês concordarem que eu não to louca:

russian red - batom natura aquarela 56 swatch

Natura na esquerda, Russian Red na direita.

Parecidos, né? Pois é. Mas a prova final mostrou que sim, esses dois nasceram na mesma maternidade e cada um foi levado pra um lado do mundo:

Natura em cima, Russian Red embaixo.

NUM TEM QUEM DIGA que não é o mesmo batom, vai dizer? A maior diferença entre os dois é o acabamento: o Russian Red é mate e não sai da boca nem na base da porrada, enquanto o da Natura é cremoso.

Ainda assim, usei ele esses dias quando fui comer pastel (é, tão achando que o nome do blog é por acaso?) e ele resistiu bem. Ele não sai e deixa aquela cara de lápis de boca, ele fica mais fraquinho, como se tivesse passado um lip tint.

A outra diferença que tem que ser considerada nessa história toda é o preço, né? Enquanto um mísero batom da MAC custa uns R$ 70, esse da Natura custa menos que R$ 15, pelo que pesquisei. O Russian Red ainda é meu preferido porque é o que mais dura na minha boca (que adora expulsar batom), mas o da Natura é uma opção perfeita pra quem tá atrás de um vermelhão lindo e clássico!

por Julia

Paleta de sombras e batons P&W

Sabe aquela coisa brega de dizer que ser bom é bom? Pois é, quando você é amiga de pessoas loucas por maquiagem, isso é BEM bom.

Há um tempo eu fui na casa da Débora pra olhar umas roupas que ela tava pensando em doar e acabei ajudando a moça a arrumar o quarto inteiro. Como agradecimento, ganhei um monte de coisa. Tipo, UM MONTE.

Entre as coisinhas estava essa paleta fofa de sombras e batons da P&W! Ela tem o formato de uma folha e é verdinho claro – a embalagem não é a coisa de mais bom gosto no mundo, mas a gente releva isso facilmente:

paleta de sombras e batons P&W

Ela tem 12 cores de sombras cintilantes e dois batons (sem cintilância, todos agradece!). A pigmentação das sombras não é a coisa mais fenomenal do mundo, mas nada que um primer ou um corretivo na pálpebra não resolva, né, não vamos reclamar de coisa pequena.

Na parte das sombras clarinhas, elas puxam mais pro verdinho e azul e ME MORRO DE MEDO de que alguém compre essa paleta e use a sombra azul cintilante até a sobrancelha, sabe como?

u wearz too much makeup

TENSO

Mas pra iluminar o cantinho do olho, passar um tico pra iluminar o ossinho da sobrancelha ou usar só na pálpebra com um delineado (tipo assim), são bem fofas!

swatches paleta de sombras e batons P&W

Na parte das sombras escuras, acho que o negócio fica ainda mais interessante (e menos perigoso):

swatches paleta de sombras e batons P&W

Essa do cantinho que puxa pro cinza azulado é linda, as duas seguintes são aquela cor indefinível mas que fica bonita em qualquer tom de pele e a última é a minha preferida, uma versão mais humilde da Cranberry, da MAC!

Os batons são bem decentes, têm uma pigmentação legal e cores bacanas, mas não consegui captar bem a cor deles, mas na primeira foto da paleta dá pra ver bem como eles são: um é um ameixa bem escuro (acho dificílimo de usar, me sinto num Halloween com 12 anos, mas tá aparecendo por aí, pra quem tem coragem fica bacana) e o outro é um vermelho-cereja bem fechado, lindão!

Pra quem curtiu a paleta, a Debs vende na lojinha online dela, é só passar lá e perguntar o preço (eu não sei porque foi presente, hehe)! :)

por Julia

Mais de Amber Heard

Esses dias a Amber Heard (que eu já disse que te-amo-pra-sempre-te-amo-demais aqui) apareceu de novo mais que deslumbrante na estreia de Nowhere Boy (que parece que vai ser um filme bem chinfrim sobre a juventude do John Lennon, mas vamos ignorar isso…).

A bonita usou um vestido lindo e um coque bagunçadinho com um voluminho meio pin-up moderna:

E a maquiagem de diva, pra variar: pele perfeita, blush pêssego, delineado e batom vermelho. E OLHA ESSE CABELO.

Pára de ser linda, sua linda!

por Julia

Tudo bonito na Gucci

A Gucci desfilou uma coleção bem bacana esses dias em Milão, mas o que chamou mesmo a minha atenção foi o cabelo e a maquiagem das moças que andaram pela passarela. Pra começar, esse batom lindo vermelhão meio alaranjado – fruto da mistura de três pigmentos diferentes, segundo a Style, então não rola copiar, mas dá pra se inspirar:

A sombra é dourada (achei legal que ela não é dourada louca nem marrom, é um douradinho bem classudo) com lápis bege pra abrir o olho, um bronzer e a pele mais perfeita e iluminada que qualquer semana de moda já viu:

E pra fechar, esses coques fofinhos:

Não posso garantir nada porque nos meus oito quilos de cabelo repicado deu tudo errado quando tentei, mas acho que fica parecido fazendo essa trança torcidinha no rabo de cavalo e “dobrando” o cabelo pra fechar o coque. Moças de cabelo fino e/ou não repicados, por favor tentem isso em casa!

por Julia