Medo do dia

Medo do dia

Eu gosto muito de pensar que às vezes as pessoas simplesmente fazem sapatos feios pra ver quem cai na pegadinha.

Eu gosto muito de pensar que é difícil surgir uma coisa mais feia que Croc.

Aí Balenciaga faz um sapato que é tipo um Rider de salto e aí eu penso “putz, Rider é tão feio quanto Croc”.

Eu gosto muito de pensar que não existe quem ache isso bonito.

#tenso

por Julia

Meu rim por um sapato (e um “ou não”)

Tá difícil essa semana, vou te dizer. A gente diz que não vai deixar o pobrezinho do blog abandonado e aí a vida bate na porta e diz “não escreverás nada”. Mas tudo bem, hoje é sexta-feira e vou pelo menos compartilhar dois sapatos que vi passeando pelo Jak and Jil.

O primeiro é da Stevie Dance, editora da revista australiana Russh. Sério, eu muito facilmente daria meu rim pra ter esse sapato e esse nome e nunca mais teria um dia triste na vida.

Já o outro podia entrar na seção de “medo do dia”, porque pqp, se eu quisesse ver pé peludo, eu assistia Senhor dos Anéis de novo.

Não sei se isso aí é pele de verdade ou pelúcia, mas de qualquer jeito ia ficar muito feliz se aparecesse um lôco da Peta pra jogar tinta vermelha nessa sapatrocidade.

E bom fim de semana pra todo mundo! Amanhã vou cortar o cabelo e tenho um casamento pra ir, então espero conseguir tirar foto de tudo pra mostrar aqui! : )

por Julia

Inspiração matinal

Eu sei que é difícil acordar na segunda-feira sabendo de tudo que te aguarda nessa semana. A vida tá difícil pra todo mundo. E eu sei que dá aquele desânimo de levantar da cama e ficar toda trabalhada na finesse no começo da semana, que conforto é importante e bla bla bla, mas eu preciso dizer: mendigo style tá na moda mas NÃO FAÇAM ISSO:

Ashley Olsen toda cagada, mostrando que riqueza não é sinônimo de bom gosto. E que estilo não é sinônimo de decência.

To curtindo esses posts não-inspiracionais das segundas mau humoradas.

Por Julia

Quebrando paradigmas

Pra começar a semana bem, só queria dizer que Chanel não é sinônimo absoluto de loosho, bom gosto, finesse e classe.

Claudia Schiffer e Helena Christensen em foto Chanel 90’s.

Já que já estou chutando o balde, quero dizer que esse revival anos 90 me dá uma puta vergonha alheia – moletom não é pra usar na rua, meia-calça rasgada é legal só quando você é punk roots de verdade e barriga de fora é uó.

Quando você quiser adotar alguma tendência anos 90 ou ficar triste porque não pode ter nem um esmalte Chanel, lembre-se dessa foto.

Por Julia