Cinema

Filmes sobre moda!

Se você é como eu e adora não só a moda, mas o cinema, tenho certeza que vê-los juntos nas telas dá aquele gosto todo especial. Selecionei alguns filmes ótimos sobre a temática!

filmesdemoda1

Começando por meu favorito, The September Issue (2009), que mostra os bastidores da produção da edição de setembro da Vogue América de 2008. Quem coleciona revistas, sabe o peso que uma edição de 840 páginas tem. Já pensou no trabalho para pensá-la e transformá-la em realidade? O destaque fica para a genialidade criativa da editora de moda Grace Coddington, embasbacante em todos os sentidos. Eu estou lendo a biografia dela e depois faço um post sobre o livro.

Em comparação, dá para assistir ao badalado  O Diabo Veste Prada (2006), para comparar ficção e realidade da vida de Anna Wintour, aqui representada como editora da ficcional Runway, a megera Miranda, , interpretada por Meryl Streep. O retrato é super caricato e deixa o mundo da moda um pouco fútil e abestalhado, mas o figurino de Anne Hatahway é absurdamente lindo e ainda atual.

Pra continuar, vale muito, mas muito, assistir a Cinderela em Paris (1957), musical fofo e gracinha sobre uma revista de moda para lá de maluquinha, com uma espécie de Anna Wintour dos anos 50, inspirada em Diana Vreeland. Olhem que fofo esse clipe de Think Pink! O plus? A linda bonequinha de luxo Audrey Hepburn em par amoroso inesperado com o eterno Fred Astaire.

Mudando de “assunto”, adoro também Coco Antes de Chanel (2009), mais pelo universo retratado que pelo filme em si. É demais conhecer melhor a história dessa mulher que mudou não só a história da moda, como trouxe força e liberdade para o universo feminino.

filmesdemoda2

Agora para os meninos! Esse não é bem “sobre” moda, é mais um mistério policial sensacional, mas Blow-Up – Depois Daquele Beijo (1966), do diretor cult italiano Michelangelo Antonioni, não escapa por ter cenas lindas e marcantes sobre a moda dos anos 60. Essa da montagem, super icônica, traz Veruschka von Lehndorff, uma espécie de Kate Moss da época, no papel dela mesma. Quem ama os sessentinha e fotografia de moda não pode perder.

Em seguida, destaco o documentário genial Marc Jacobs & Louis Vuitton (2007), do francês Loic Prigent, que mostra os bastidores do processo criativo do estilista mais marcante dos últimos 20 anos. É legal ver como surgem as parcerias artísticas, mas também observar todas as excentricidades de Marc, que havia acabado de emagrecer muito na época das filmagens.

No mesmo gênero, Lagerfeld Confidential (2007) mostra como é a vida do estilista mais excêntrico da moda, Karl Lagerfeld, responsável pela Chanel, pela Fendi e por sua marca homônima. Para fechar, outro doc lindo é Bill Cunningham New York (2010), que conta a história do fotógrafo homônimo, o pioneiro do Street Style, que dedicou a vida a clicar os estilosos da Big Apple. Anna Wintour, fotografada por ele desde mocinha, afirma: “We all get dressed for Bill”. Faltou colocar na montagem, mas vale destacar também o documentário genial Tom Ford Own Visionaires, que nos conta mais sobre a trajetória desse gênio da moda.

Gostaram? Vou fazer um post em breve com os melhores filmes em que a moda é coadjuvante, na forma de  figurinos inesquecíveis,x e outro sobre séries de TV sobre o mundo fashion!

Sem Finesse comenta: Oscar 2011

Já é tradição no Sem Finesse os comentários sobre o Red Carpet. E ontem foi A noite do glamour! O Oscar é supostamente a noite em que as celebridades não ousam muito, mas arrasam no drama, no brilho e no glamour. A guest-list é normalmente bem restrita já repararam? Frequentam o red-carpet do Kodak Theatre apenas celebridades nominadas a um prêmio ou aquelas que vão apresentar algo. E, normalmente, as apresentadoras são as vencedoras do ano anterior! Enfim, vamos ao que interessa?

Cate Blanchett

Manu: Cate estava absolutamente linda com esse Givency Haute Couture da coleção primavera 2011, recém desfilada. Gente, o que é esse vestido? SONHO! Givenchy faz nossos sonhos de glamour e beleza no red-carpet se tornarem realidade, sempre!  Sei que vai ter gente que não vai gostar, mas eu amei tudo: a estranheza do decote, o tom de rosa fofo, as pérolas aplicadas, o detalhe em amarelo. E a mulher sabe carregar um vestido complicado, né, gente?

Hailee Steinfield

Manu: Quando eu achei que uma mocinha de 15 anos seria minha favorita no red-carpet do Oscar? Nunca! Pois é, Hailee estava linda demais nesse Marchesa, que, diz a lenda, foi ela mesma quem fez o primeiro sketch. E o que mais você gostaria de usar no Oscar se tivesse a idade dela? Tule e mais tule, brilho, cor delicada, comprimento adequado, tudo para parecer uma princesa disney evoluída. Gente, amei! Puro sonho essa menina, né? Faz a gente se sentir meio velha (Fiz 23 anos na sexta! IEI!) por ser tão talentosa nessa idade!

Amy Adams

Manu: Eu não sei bem ao certo se gostei desse look L’Wren Scott. A cor é linda, a fenda é maravilhosa, mas não sou fã dessa manga cavada com gola alta. E pra completar um colar colorido. Achei que ela tá sim gata (tem até um mocinho conferindo o derriére da star…), mas sei lá, podia estar mais deslumbrante, visto que era nominada a melhor atriz coadjuvante!

Hillary Swank

Manu: Eu sempre acho a Hillary linda nesses eventos e não foi diferente nesse oscar. Ela estava absurda nesse Gucci (nunca pensei que seria um Gucci!). A cor podia ter mais destaque, mas isso não fez com que ela perdesse qualquer tipo de atenção. Até agora só beleza nesse tapete vermelho, não é?

Gwyneth Paltrow

Manu: Embora a Gwyneth esteja levando a sério a ideia de cantar (não, você é divertida, mas canta mal), ela estava linda ontem! O vestido é quase que obviamente um Calvin Klein (embora pareça um pouco Versace). O tom era um misto de dourado e prateado, dependia da luz. Eu achei muito lindo nela, principalmente com o cabelo lisão. Ficou uma coisa meio estatuesca. Tava gata.

Jennifer Hudson

Manu: Por onde a Jennifer Hudson passa, o único comentário que ouço é ‘nossa como está magra!’. Bom pra ela e para a Herbalife, para quem ela é garota propaganda. Mas eu já superei essa informação. O vestido era Atelier Versace, marca que sempre acentua curvas e deixa a mulher absurdamente sexy. E foi o que ela ficou com esse laranjão todo! Mas sei lá, o conjunto me incomoda: esses peitos amassados, a maquiagem meio forte demais (na TV deu pra ver bem), o cabelo super marcado (tipo noiva de salão de bairro) e o excesso de joias com um vestido tão detalhado. Legal, mas nem tanto!

Reese Whiterspoon

Manu: A Reese tava linda de Armani Privé, marca que eu sempre acho que deixa as mulheres chiques e simples de um jeito bem sofisticado. Ela era praticamente uma das únicas que apostou no preto, o que destacou o visu. Mas o destaque mesmo vai pra esse cabelo heim! Quero para ontem! Amei muito!!! O João, meu namorado, adorou o conjunto!

Nicole Kidman

Manu: Depois de ser mega elogiada no Grammys (a mim ela não enganou), Nicole volta ao seu usual TODA ERRADA. Nem Dior Haute Couture salva essa mulher do mau gosto! A roupa conseguiu a façanha de deixá-la gorda! Diz ela que é um vestido muito confortável, mas e daí? Como se fosse isso que importasse. Você pode usar a vida toda moletom e tênis, mas no red-carpet procure glamour X conforto, beleza X respiração, cair queixos X careta. Blergh maior ainda para esse peep toe laranja.

Halle Berry

Manu: Para felicidade geral do univero, mais alguém escolheu Marchesa! Halle Berry estava fantásitca! Esse tom de nude era perfeito nela e a cascata de tule, e o brilho, meu deus, hiperventilo com esse vestido. E foi o favorito do João!

Michelle Williams

Manu: Chanel Haute Couture não tem muito erro, né? A Michelle Williams estava parecendo uma estátua grega com esse vestido branco. Adorei como quase transparece uma silhueta discretamente, achei bem sexy. Só podia ter deixado a make menos nada, né?

Florence Welch

Manu: Ando amando quem usa Valentino Couture e a Florence não foi diferente! Ela estava bem no estilo dela, nude com carinha vintage, renda chantily, babados. Achei que podia ter destacado mais, mas depois ela arrasou no palco com o vestido cor de fogo, como seus cabelos.

Mandy Moore

Manu: A Mandy Moore me dá sono. Como pôde deixar esse Monique Lhuillier tão sem sal? O vestido é lindo, mas ela não soube destacá-lo.

Helena Bonhan Carter

Manu: Helena teve bastante destaque ontem pois era nominada como atriz coadjuvante. Ela disse que optou por um visu mais discreto, pois queria celebrar filmes e não a moda. E por isso optou por uma roupa de época, como usada em filmes do tipo. Achei bem anti-Helena, mas tava bonita e amei muito a clutch em forma de leque!

Jennifer Lawrence

Manu: Seja para o bem ou para o mal, se você quer causar algum tipo de frisson, vá de Calvin Klein por Francisco Costa. Vai ter gente que vai amar e gente que vai odiar a simplicidade excessiva e o corte perfeito dos vestidos. Eu achei que a Jennifer não carregou bem o minimalismo (o cabelo solto não ajudou), ficou simples demais.. Mas estava bonita, né? Talvez no Oscar de 1996, ela fosse a mais bem vestida.

Mila Kunis

Manu: Essa semana, a coleção de primavera do nosso mestre Elie Saab saiu das araras e invadiu o red-carpet. E quem pôde usar um dos vestidos mais bonitos da coleção foi Mila Kunis. Adorei muito esse tom de lilás em contraste com a pele dela. Tava linda, glamourosa. Ô mulher que faz bem um carão, né?

Scarlett Johansson

Manu: Scarlett como boa embaixadora, foi de Dolce & Gabanna, mas nem achei uma combinação legal dessa vez. O tom é bonito, a renda é bonita, mas tudo junto não me deixou feliz como imaginei. Tava bonita (impossível não estar), mas sei lá, será que ela perdeu a capacidade de nos embasbacar no red-carpet?

Penelope Cruz

Manu: Penelope estava normal de L’Wren Scott. Bonita (impossível não…), mas meio que todo mundo só falou de como ela estava bem depois do filho. O melhor acessório acabou sendo mesmo el maridón.

Camila Alves

Manu: Representando as brasileiras, Camila Alves, esposa de Mathew ‘Braço Curto’ Mcconaughey, era só beleza e drama no red-carpet ontem, com um vestido bufante preto mega decotado.

Natalie Portman

Manu: A princesa de Hollywood atualmente é Natalie Portman. Gravidíssima, ela optou por um Rodarte assimétrico ameixa com um decote que valorizou o que fica massa na gravidez e escondeu o baby bump (triste…). Ela estava linda, mas não aquilo que todos esperávamos. Mas não importou muito, ela levou o Oscar para casa e fez um discurso lindo, que fez todo mundo quase chorar no teatro. Ela merece!

Cantoras

Manu: Os vestidos escolhidos pelas cantoras no palco do Oscar. Todas elas trocaram de roupa e amei muito Florence de laranja e o segundo vestido da chata da Mandy Moore.

Anne Hathaway

Manu: Anne estava bonita de Valentino no Red-Carpet, mas não tanto como esperávamos. Mas já sabíamos que ela ia nos deixar absurdadas durante a noite! E eu amei quase todos os looks, mas, em especial, o azul Armani Privé! Lindo! E destaque para os cílios brilhosos e os sapatos Brian Atwood do look de terninho. E vocês não acharam que ela brilhou enquanto ninguém suportou James Franco??

PS – Dessa vez a Ju não teve tempo de fazer seus comentários (*maldosos*). Então, fiquem só com a Sem Finesse boazinha! haha

Sex and the City em Tóquio

Semana passada fui ver o SATC 2 com a Manu e a nossa opinião foi praticamente a mesma: filme machista e preconceituoso, roteiro sem sal, personagens diferentes das que conhecemos na série e algumas roupas muito trabalhadas na bizarrice (vide o  blazer da Samantha na cena do karaokê).

Sorte que pra salvar toda a amargura com o filme, existem as estreias pelo mundo, e o de Tóquio me deixou muito mais alegre do que as duas horas de tortura de SATC 2. Vamos aos looks das atrizes:

Eu não sou daquelas que acham que qualquer coisa que a Sarah Jessica Parker faça é lindo (tipo a fumaça de Lost na cabeça na estreia em Londres), mas tenho duas coisas pra falar: BABADOS E FLORES no vestido Vivienne Westwood mais lindo da vida. E ainda tem essa clutch McQueen, muitos acessórios e coque com volumão – que ela anda usando muito e fica lindo!

A Kristin Davis tá muito princesinha com esse Christian Lacroix vintage com muito volume. Achei uma graça o broche de lacinho no decote e a bolsa bem delicada, dá um toque mais charmoso pro vestido – que é bem simples, na verdade.

Achei o cabelo da Cynthia Nixon lindo nesse dia, quando ela usa ele com mais volume fica bem mais jovem. O vestido é pretinho- com-emoção Calvin Klein e uns sapatos que temi que tivessem salto de acrílico – mas não temam, é só reflexo.

A Kim Catrall usou um vestido do Naeem Khan, mesmo estilista da primeira estreia do filme. Detestei o primeiro e não amei esse de agora, mas tá menos pior. Só sei que achei ela bem bêbada faceira.

por Julia

Batom no país das maravilhas

Neste fim de semana fui assistir ao tão aguardado Alice in Wonderland, do meu adorado Tim Burton. Saí do cinema um pouco decepcionada: o cinema 3D me deixou um pouco incomodada, apesar dos efeitos legais, e senti que o clima “Disney” pesou demais sobre o filme, que é bacana, mas não passou muito disso.

O engraçado é que o visual todo do filme é muito trabalhado e bonito, mas uma das coisas que mais me chamou a atenção foi um batom – usado por um homem. Parece engraçado, mas na tela, esse batom usado pelo Johnny Depp (fenomenal como sempre na pele do Chapeleiro Maluco), se destaca muito, e é lindíssimo!

Dei uma pesquisada e descobri que o batom usado foi o Petals & Peacocks, da coleção Give Me Liberty of London, da MAC. Coleção limitada de embalagens fofinhas, com esse batom lindão, um magenta que puxa um tico para o roxo.

Esse swatch mostra o batom de pertinho. Tenho a impressão que o batom do Chapeleiro é um pouco mais escuro, mas às vezes é só por causa do flash. Olhando para a foto ali de cima da embalagem, dá pra ver que ele parece mais roxinho, mais próximo ao que vemos na tela.

Primeira vez na vida que me apaixonei por um batom “masculino”.

por Julia

Fashion Almodovar

Passeando pela internet, me deparei com esse editorial absurdo que a Harper’s Bazaar fez na edição de março de 2010. Eu acho sempre divertido quando pegam ícones da moda para posar para fotos, mas achei essa ideia muito melhor! São estilistas imitando cenas de filmes de Pedro Almodóvar, um de meus diretores de cinema favoritos.


De Salto Alto com Loulou de la Falaise, Betty Catroux e Bruno Frisoni

Meu preferido: Sonia Rikyel e sua filha Nathalie recriaram a capa do genial Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos. E ela é bem clara: o que a deixa louca é ou uma refeição ou um amante ruins. Sábia mulher.

Angela Missoni recria a cena de Penelope Cruz em Volver.

Com esse eu ri demais! Jean Paul Gaultier recria uma das freiras bizarras de Maus Hábitos e, sem qualquer humildade, declara que é a madre superiora da religião da moda.


Karl Lagerfeld e Almodóvar recriam cena de Carne Trêmula. Segundo o kaiser da Chanel, o que o faz tremer é cheiro ruim. “Pés fedidos, esse tipo de coisa. Eu cheiro isso, e desmaio”. Ui ui ui.

O fotógrafo foi Jason Schmidt e a editora de moda Katie Mossman.

Tirei os scans do blog Absintrhill onde também estão outras fotos do editorial.

And the Oscar goes to…

Na falta dessa frase ontem, pois o pessoal só disse “And the winner is…”, nomeio esse post  sobre as mais bem vestidas (e alguns absurdos) da festa do 82o Academy Awards que aconteceu ontem (8) em Los Angeles. Também marcam presença alguns vestidos que apareceram em festas pós-oscar… Ontem, enquanto eu twittava loucamente sobre a cerimônia (desculpem-me followers), conversei um pouco com a Ju, mas nós absolutamente discordamos… Então aqui vai minha opinião sobre os vestidos de ontem! (clicando, as fotos ficam giganormes)

As mais lindas

A Ju absolutamente discorda, mas eu AMO esse vestido Givenchy que a Zoé Saldana de Avatar usou ontem. Eu já tinha dado gritinhos quando vi ele na passarela do Paris Fashion Week e achei ele a escolha perfeita para a noite de premiação. Moderno, diferente, e lindo!

A Vera Farmiga de Up In The Air arrasou nesse Marchesa pink. Eu sabia que iam usar essa marca e que iam arrasar. Não tem erro quando se quer ir toda trabalhada no glamour do red carpet. Nesse a Ju concordou comigo. Quem nos conhece sabe como gostamos de vestidos cheios de babados, bem rococó.

Quando vi que a Rachel McAdams tinha escolhido esse Elie Saab para a premiação, passei a respeitar mais ela. Esse vestido é deslumbrante e todo mundo quis usar ele na nossa formatura, uma pena que ninguém tem uns 100 mil dólares para bancá-lo.


Apesar de achar a escolha do dourado super arriscada pro tapete vermelho do Oscar (combina com a estatueta e, em contraste com o tapete, fica meio natalino), achei esse Oscar de La Renta da Cameron Diaz super acertado. Olha o movimento!

Apesar dessa postura feia, outra que apostou no dourado e acertou foi a caloura Miley Cyrus, que escolheu um dos vestidos mais bonitos da festa. A estilista é Jenny Packham.

Ana Kendrick linda, também usando um vestido nude do nosso amado, adorado e venerado Elie Saab.

Menção honrosa

Em sentido horário:

Kate Bosworth, num Valentino coral; a fofa da Heidi Klum num look sessentinha lindo; Salma Hayek, a única que decidiu homenagear Alexander McQueen; Natalie Portman, sempre linda; outra caloura na cerimônia, Kristen Stewart, toda trabalhada na vampira, com um marinho de Monique Lhuillier; a nossa diva de Glee, Lea Michele novamente dramática num longo sereia preto de Oscar de La Renta; Demi Moore que ninguém entende como está todo dia mais jovem, num nude florido e cheio de babados do Atelier Versace; também de nude rosado, estava Kelly Osbourne, que decidiu combinar seu Sue Wong com a nova cor de cabelo. Tava fofa; E, por último, Sarah Jessica Parker, sempre polêmica, num Chanel da coleção desse ano. Modelo diferentão, esquisito em movimento, mas, estático, muito lindo. Só não curti o cabelo, que era um coque com várias bolas de cabelo.

A pior da noite para mim foi Charlize Theron que focou a atenção onde não devia com essas rosas medonhas. Dior fail.

Outra que exagerou na feiúra foi Hillary Swank, que quase nunca erra. Acontece nas melhores famílias. Mas ui, esse vestido é tão feio que dá agonia de olhar.

É até meio redundante colocar a Mariah Carey aqui. Baluarte do mau gosto, Mariah desperdiça o peep-toe nude do Louboutin com esse marinho de baile de debutante. Decote + strass + fenda gigante = Fail.

O melhor e mais disputado acessório:

Dentre as premiadas, minha preferida é Kathryn Bigelow que super merecia essa (e mais outra) estatueta. Primeira diretora a ganhar um Oscar, arrasou tanto em The Hurt Locker (que é magnífico), como nesse Yves Saint Laurent cinza lindinho, cheio de corações.

Outra que levou o Oscar para casa foi Sandra Bullock, por melhor atriz em The Blind Side. Arrasou nesse dourado rendado Marchesa, quase igual à estatueta. Eu me apaixonei loucamente pelo batom que é o novo Rouge Coco da Chanel, na cor Paris. To querendo arrematar um para mim haha.

M’onique, melhor atriz coadjuvante em Precious, tava linda em azul royal (cor que escolhi para minha formatura), flor na cabeça e maquiagem perfeita.

Teaser

Com o cojunto maquiagem+cabelo preferido de ontem, a eterna diva anos 40 Kate Wislet, faço a deixa para a Ju falar das melhores em beleza da festa de ontem!

por Manu

Melhores e piores: SAG Awards

Janeiro é mês de premiações: semana passada foi o Golden Globes, nesse último sábado teve o SAG Awards e ainda tem o Grammy dia 31. Diversão garantida para as pobres mortais sem finesse durante o mês inteiro! Dá uma olhadinha no que a mulherada usou no SAG:

Anna Paquin

Anna Paquin @ 2010 SAG Awards

Anna Paquin @ 2010 SAG Awards

Julia: Detestei ela no Golden Globes, mas essa roupa parece ser uma versão que deu certo daquela lá. O legal é que ela foi uma das pouquíssimas que realmente ousou: decotão, comprimento mais curtinho e estampa loca, bem complementada pelo sapato dourado pesado. A maquiagem tem uns oito quilos de cílio postiço e um olhonada bocanada com cabelo “acordei assim”. Achei bem acertado, senão virava carnaval.

Manu: A Anna Paquin arrasou mesmo com esses postiços liiiiiiiindos; ficou com cara de nasci assim, que nem propaganda de rímel. O cabelo esse preso fofinho com volume sempre é uma boa pedida pras lisas do pedaço. O vestido um McQueen bapho todo trabalho numa estampa lindinha. E o salto ornou completamente. Reparam que ela não usa joias, apenas uma clutch dourada, um anel e uma pulseira grande, o que é bem pouco pro red carpet. Arrasou, Anna.

Christina Hendricks e Mariah Carey

Christina Hendricks @ 2010 SAG Awards

Christina Hendricks @ 2010 SAG Awards

Mariah Carey @ 2010 SAG Awards

Julia: Calmaí, não pirei em colocar as duas juntas. Elas são o exemplo perfeito pra mostrar que um mesmo conceito pode dar muito certo ou muito errado. O longo justinho vermelho de um ombro só pode virar roupa de tia baranga ou de diva linda, absoluta, Stefhany. É tudo questão de cabelo, maquiagem e acessórios. E vamo combinar que esse puxadinho marrom ficou lindo nesse olho de gata da Hendricks.

Manu: Gente, a Hendricks arrasa nossos corações de novo. Ninguém fica melhor de sombra marrom que uma ruiva, orna tudo. Apesar de que eu sou favorável a sombra marrom para todo mundo. Sombra preta é sempre pesada, a marrom dá aquele esfumado básico, sexy, sem deixar tudo dark, punk (nada contra quem ama). O vestido dela é quase igual o da Mariah, mas é feito com um tecido mais bonito, que dá um caimento melhorzinho. E todo mundo sabe, que acessórios mudam um visual todo, né? Então nada melhor que um brinco lindo, muitas bangles douradas, um anel gigantesco tudo em tons dourado, além de uma bolsinha fofa, ornam tudo com muita graça. A Mariah que me desculpe, mas essas joias podem ser o maior bapho do mundo, mas ela parece um lustre. Mas o cabelo tá lindo, Mariah, bem diva.

Diane Kruger

diane kruger 2010 sag awards 04

diane kruger 2010 sag awards 02

diane kruger 2010 sag awards 05

Julia: Só pra não dizer que tá perfeita, não curto a cor do vestido – o que não significa, nem de longe, que a deusa grega não conseguiu deixar até essa mostarda lindíssima. Cabelo em coque soltinho de lado, maquiagem leve com batom avermelhado e pele perfeita. Bora lá, com três fotos pra todo mundo ver todos os detalhes e pedir pra nascer de novo.

Manu: Se eu tivesse esse vestido, dificilmente alguém consegueria tirar ele do meu corpo. Meu deus, a Diane trabalhou o Hollywood Glamour como ninguém, com esse vestido todo drapeado lindo de viver, brincos de rubi, um cabelo espetacular e uma maquiagem discreta, mas linda. Sou só elogios e não me canso de olhar. Mais um pra série do “me dá um pra minha formatura?”

Lea Michelle

Lea Michele @ 2010 SAG Awards

Lea Michele @ 2010 SAG Awards

Julia: Uma palavra só pra definir a Lea: fofa! Aproveitou que é novinha e usou um vestido colorido, com babadinhos (alguém já notou que eu gosto de babados) e um decote profundo mas que não fica vulgar. Cabelo ondulado chique e maquiagem meio nada demais pro meu gosto, mas que sempre fica com aquela cara linda de “nasci assim”.

Manu: A Lea soltou as madeixas (perfeita e estrategicamente soltas, diga-se de passagem) e arrasou nesse vestido cor de esmeralda. Eu, que também adoro babados e drapeados, amei. E o decotão ficou lindo, nada vulgar, super sexy diva. E ela é muito fofa, gente.

Drew Barrymore

Manu: A Drew tá muito linda com esse vestido navy maravilhoso bem no estilo que ela costuma usar e impressionar todo mundo. A maquiagem tá muito simples, eu ia preferir com um batom mais colorido, por que eu não curto muito esse nude extremo, ainda mais quando o olho tá tão simplinho. Mas o cabelo tá bem de época, muito legal esse voluminho! Mais uma que super acertou com o old hollywood glamour.

Imagens: Temptalia Just Jared

Melhores do Golden Globes

Uma coisa que gente sem finesse e sem dinheiro mas com bom gosto curte fazer é ver premiação só pra ver roupa e maquiagem das celebridades. Já que a gente adora fazer isso, nada melhor do que começar o nosso blog comentando a beleza e as roupas do 67° Golden Globes, que aconteceu no último domingo sob uma chuva que não acabou com o tapete vermelho. Dá uma olhadinha nas nossas escolhas de melhores looks:

January Jones

Manu: Quem não queria ser January Jones? A mamãe Betty, tão criticada pelos espectadores de Mad Men, arrasou chiquérrima num Lanvin preto com um babado de cetim que acentua apenas um ombro e marcado na cintura. Fina, segurava seu próprio guarda-chuva para se proteger da chuva que molhava diversas obras de couture nos arredores do red carpet. Faixinha de cetim pra combinar com o vestido, um coque elaborado, batom e unhas vermelhos e um sorriso que é dela mesmo pra iluminar o rosto. Não precisa de mais nada (alem de jóias de arrasar).

Emily Blunt

Manu: A Emily Blunt está aqui por causa desse vestido lindo, porque o desastre de maquiagem me deixou triste. Base mais clara que a cor do corpo, olho combinando com o vestido. Mas ahh, que vestido! Na onda dos tons pastéis que invadiu o red carpet, esse Dolce & Gabbana rosinha todo em chiffon drapeado é tudo de mais lindo. E ela é sempre muito poderosa. E o cabelo tá lindo, corte super atual, bem saudável. Tá fierce.

Julia: Emily Blunt encarnou a diva total nesse vestido rosinha esvoaçante. Delicado e sexy sem muito esforço, braceletes nos dos braços sem ficar pesado, tudo perfeitinho e no lugar. também não fui muito fã da maquiagem, mas o cabelo tá com aquela cara maravilhosa de “nasci assim”.

Lea Michele

Manu: A Lea, nossa amada/odiada Rachel do Glee, estava toda trabalhada no drama com esse Oscar de La Renta preto maravilhoso.  O brinco de esmeralda e os cílios postiços poderosos só completaram o look. Eu só dispenso as sobrancelhas mega marcadas.

Julia: Esse ano a galera resolveu não ousar muito na cor, né? Esse vestido da Lea Michelle eu achei meio debutante demais quando vi pela primeira vez, mas olhando bem ele é lindíssimo – só fica apagadinho porque é preto!

Olivia Wilde

Manu: Tava linda toda femme fatalle nesse Gucci prateado com um decote super profundo mas bem elegante. O vestido parece ser super pesado, então palmas para ela que tem uma postura admirável. O cabelo era um rabo de cavalo não preso com muito glamour e a maquiagem um pouco angulosa demais pro rosto dela, mas os olhos são liiiiiindos, com um pouco de verde, acho eu.

Julia: Essa mulher não precisa de nada pra ficar bonita, e por isso mesmo acho que a maquiagem ficou muito angulosa – isso tá bem acentuado na primeira foto. Porém, essa maquiagem em alguém mais pobrinha de beleza deve ficar uma coisa linda, haha.

Christina Hendricks

Manu: Estou adorando as meninas de Mad Men. E Christina Hendricks define beleza dos anos 60! Ela tem um corpão no maior estilo Marilyn Monroe, cinturinha fina, seios fartos e quadril largo. A “red” arrasou com esse vestido cor de champagne, cheio de babados, lindo. O modelo é por Christian Siriano e ela combinou com brincos compridos e super delicados, pulseira e carteira, tudo prateado. O cabelo, solto, porque a gente quase nunca vê na série e é muito bonito.  Linda demais. Alguém me dá esse vestido pra eu usar na formatura? A maquiagem é a mesma da série: pele perfeita, delineado marcado na sombra branquinha, lápis branco na linha d’água, boca vermelha, blush rosinha. Precisa de outra coisa?

Julia: Não tenho muito pra dizer: a Christina Hendricks é linda demais e ficou maravilhosa com esse modelo. Não curti muito a (falta de) cor, mas a gente deixa quieto esses detalhes, né. Ninguém ousou muito nas cores de maquiagem, então é legal ver alguém com um batom mais colorido, nem que seja no mais clássico dos vermelhos.

Chloe Sevigny

chloe sevigny 2010 golden globes red carpet 03

Julia: Chloe Sevigny me perdeu um pouco por causa da cor meio apagadinha, mas essa coisa toda esvoaçante cheia de babados me deixaram completamente apaixonada  por esse vestido Valentino fenomenal. Brincos pequenos, cabelo preso todo pra trás em um coque bem simples, batom coral e olho meio cinza completaram o visual básico, mas bem eficiente.

Jennifer Morrison

jennifer morrison hugh laurie 2010 golden globe awards red carpet 03

Julia: Jennifer Morrison deprimiu a nação ao aparecer com essa pele ridiculamente impecável. Blush pêssego, boca vermelha e olho marrom bem discretinho. Se eu tivesse essa pele e esse rosto também não fazia mais nada.

Marion Cotillard

marion cotillard 2010 golden globe awards red carpet 02

Julia: Marion Cotillard foi uma das únicas que ousou nos olhos –  parece que tem um pouco de turquesa escuro no centro dos olhos, lápis preto e tons puxados pro azul cintilantes, mas discretinhos. Acho que talvez ficou tudo muito cintilante com esse gloss rosa claro, mas o conjunto me agradou bastante, principalmente com esse cabelo altinho bem classy, uma coisa meio anos 60.

Imagens: Temptalia e Just Jared

Piores do Golden Globes

Nem só de beleza e glamour vive o red carpet. Sempre tem algumas atrizes que, por mais belas e talentosas que sejam nas telas, escorregam no tapete vermelho. Nessa edição do Golden Globes que estava tudo molhado então… Piadinhas bobas à parte, vamos ver a parte mais divertida da premiação:

Maria Menounos

Manu: Ok, a chuva piorou um pouco a situação da Maria Menounos. Mas cauda vermelha no tapete vermelho? Ton-sur-ton demais pra mim. E acho que o modelo ficaria melhor num cocktail dress. E, on top of the cake, tem esse cabelo e esses brincos e esses cílios e é tudo demais.

Julia: Cabelo opaleveiumsusto e esse vestido curto na frente e comprido atrás tão terríveis – ficaria bem mais bonito na altura dos joelhos, aí sim podia entrar até na lista dos melhores. E achei que o brinco tem cara de bijuteria barata #prontofalei.

Drew Barrymore

Manu: A impressão que eu tenho é que uma criatura está comendo o Versace da Drew Barrymore que sem esse arranjo seria lindo. A maquiagem e o cabelo estão bem bonitos, mas fico agoniada com esse vestido.

Julia: O complicado dessa roupa é que o vestido seria lindíssimo sem esse pepino do mar (de acordo com votação feita na cobertura online da premiação) que tá colocado ali no quadril e nos ombros. de resto, Drew é diva, sempre fofa, linda e gracinha, dá vontade de apertar as bochechas.

Sandra Bullock

Manu: A musa do fim dos anos 90 está linda da cintura pra cima. O cabelo, aquele meio solto e meio preso que a gente tem visto todo dia quase na cabecinha da Tailor Swift ornou no rosto dela, esse decote do Bottega Venetta dela é lindo, essa cor do vestido é linda, os brincos são lindos. Ficou bem deusa grega. Mas daí se você olha pra baixo, o que é essa saia? Tudo bem que transparência está em alta, mas acho que não é legal parecer que ela se esqueceu do forro do vestido e ficou com as pernocas de fora. Mas o olho tá legal com delineado roxo (por mais que combine com o vestido)

Fergie

Manu: Como diria o Robert Downey Jr. em Trovão Tropical, “you never go full prom”. E foi o que a Fergie fez: mesmo na tendência dos tons pastéis, ela parece que vai direto para a festa de formatura tradicional nos Estados Unidos. Falta emoção. E esse cabelo solto e a falta de acessórios (uma pulseira só) colaboraram pra isso tudo.

Julia: Eu tenho um conceito muito pessoal de “gordinha debutante”. Não que ela esteja gordinha, mas é aquela coisa que eu total vejo essa roupa em uma menina desengonçada de 15 anos entrando na sociedade absolutamente sem nenhuma noção ou bom gosto. Sem dizer que a pele da Fergie tá um BAGAÇO, dá pra ver bem nessa foto.

Julianne Moore

Manu: Se uma ruiva ganhou entre as melhores, outra ganhou entre as piores. Do look da Juliane, eu salvo as jóias lindas. O vestido é muito estranho, o pano é esquisito, a cor-de-rato não favorece a pele e o cabelo dela (que são lindos). E o modelo, deixou tudo engruvinhado (nunca pensei que escreveria isso). Feio, Julianne. Mas a make tava linda. Pele impecavel, sombra cinza pra destacar o olho azul e muito rímel.

Julia: A Julianne Moore é ruiva, linda e poderosa. Aí me pergunto por que a pessoa coloca esse vestido em T com esse babadinho feio, essa costura (torta) no meio e esse tecido horrível! Sapato e brinco lindos, mas usa com outra combinação, faz favor!

Anna Paquin

anna paquin golden globes 2010 stephen moyer 07

Julia: Amiga, ousei! Cagou tudo, Anna Paquin. Muito brilho, muito decote, essa fenda horrenda, esse sapato medonho, essa perna torta. Jesuis, tudo errado, tudo muito errado! Só salva por causa do acessório que ta segurando o guarda-chuva.

heidi klum seal 2010 golden globes red carpet 05

Julia: Se quando tava grávida ela usava uns vestidos incríveis, agora a Heidi Klum encarnou a mãe de família e apareceu vestida de madrinha de casamento – ela é tipo a tiazona da gordinha debutante. Azul bebê, canutilho e esse decote que não tá segurando muito bem ta difícil de engolir. E ainda tem essa clutch furta-cor que não sei nem o que dizer.

kate hudson golden globes 2010 08

Julia: Tem um episódio de Friends que o Chandler termina com uma namorada, a Joanna, porque ela tem aquele acúmulo de rímel na parte de dentro do olho. só consegui lembrar disso na hora que vi a maquiagem da Kate Hudson. Além disso, achei que esse tom douradinho nos lábios tem uma cara muito de socialite de 60 anos de idade.

Créditos: Temptalia Just Jared