Cachos e mechas ombré

0809-hair-color-2-de

Eu sou uma adepta do cabelo cacheado. O meu é naturalmente assim e eu não costumo alisar com frequência. Aliás, dá para contar nos dedos as vezes que optei por fios mais lisos. Amo o visual livre e imperfeito que os cachos proporcionam. Gosto de volume maximizado. Por isso, aqui no blog, dificilmente você vai achar artigos sobre “controle de volume”, pois acho meio triste ter que controlar a loucura dos meus cachos.

Sempre quis ter mechas no cabelo. Porém, já vi resultados desastrosos, em que o cabelo fica marcado, malhado, listrado. Uma tragédia. Ou, pior, as mechas dão a impressão de cabelos grisalhos e desleixados. Sempre achei que o cabeleireiro tem que ter mãos de anjo para fazer um bom trabalho. Quando a moda das mechas tipo ombré surgiu, após aquela febre das californianas, que, convenhamos, ficam terríveis em madeixas cacheadas, eu gostei muito e fiquei com vontade de testar. Demorei para tomar coragem, já que meu cabelo não levava tinta desde a adolescência.

No início do ano, quando ainda morava em Curitiba, achei o Flávio, do salão Pente que te Penteia e ele realizou meu sonho capilar. Fiz muita pesquisa do que queria e levei essas referências que trago aqui no post e ele executou perfeitamente. Ficou exatamente como eu queria. Ele usou uma técnica simples, sem papel alumínio, nem nenhuma loucurinha. Foi no olho mesmo, passando descolorante nas mechas, com ênfase nas pontas, borrando em alguns pontos. Depois, passamos um tonalizante mais para o caramelo. Dizem que vicia, né? Pois sim, quero muito voltar no salão e ficar ainda mais loira!

Estas foram minhas referências inspiradoras:

34199278391551144_ROeErNxx_c 159033430563351270_2ua0nixN_c 228628118554544689_7uQeaxf7_c 232990980692313989_QyK2FMGO_c camila-alves-ombre-hair cos-rihanna-curly-hair-0112--large-msg-13276355662 Burberry Soho Store Celebrates Fashion's Night Out love_and_other_drugs_2010_f_001 MaggieQ paris stiped carrie hair pic sarahjessicaparkerlongwavyhairstyle_thumb

E o resultado: 
66915_10200732537542210_1025945815_n

Trancendental (continuação!)

E já que o assunto desses dias foi tranças, saiu esse dossiê no Style.com sobre este tipo de penteado, que voltou com força nos desfiles de outono/inverno lá fora. O legal é que eles contam uma breve história do penteado. Sabiam que elas existem há mais de 5 mil anos? Lembram da imagem da Cleópatra, toda trançada? As rainhas do Egito Antigo costumavam usar extensões de cabelo trançado, que eram tão importantes que eram enterradas junto com suas donas.

elizabeth-taylor-cleopatra-wallpaper-2412

As tranças também foram o penteado mais comum da idade média, tanto na corte como entre as camponesas. Mesmo por baixo dos véus da igreja, elas eram elaboradíssimas. Durante a Renascença, elas passaram a ser mostradas, na forma longa, no caso das camponesas, e presas em enfeitados penteados entre as moças da corte.

Wallpaper-ever-after-32189709-1920-1080

No fim do século 19, as tranças ficaram mais simples, com o cabelo divido no meio e presas em coques ou deixadas soltas, conforme a idade das mulheres. Nos anos 1920, quando os cabelos mais curtos passaram a dominar a cena. Quem não se arriscava nos curtinhos, costumava usar coques bem presos durante o dia e tranças longas, soltas, durante a noite, para prepara o cabelo para o preso do dia seguinte. Nos anos 1930, a moda entre as meninas novas, era a trancinha dupla, à moda das tranças escandinávias.

image03

Vale a pena conferir o artigo do Style.com inteiro, em que eles mostram diversas tranças que marcaram época na moda do século 20. E, segundo eles, elas voltam às cabeças novamente esse ano, depois de um período intenso em 2007 e 2008. Olhem só alguns desfiles em que elas apareceram (além do Rodarte que mostramos aqui):

montagem

Aproveitando o ensejo do post, achei esse tutorial de um coque trançado. O vídeo é bem lindinho é foi filmado pela Lumineux em uma loja gracinha de Salt Lake City.

Achei o penteado lindo, ainda mais com o efeito criado pelas mechas da modelo. Ele também é facilmente executável. Se você, assim como eu, não é um polvo quando o assunto é penteados, dá para pedir para uma amiga mais jeitosa. Os passos são os seguintes:

- Tenha em mãos spray de cabelo e grampos grandes e pequenos. – Faça duas tranças embutidas nos dois lados da cabeça, chegando até atrás da orelha, e depois trance até a pontinha, prendendo as tranças temporariamente com um elástico. Passe spray no resto do cabelo, concedendo textura e firmeza. Divida essa porção de cabelo e enrole as duas mechas, afastando-as. Cruze essas mechas, continue enrolando e cruze novamente, dessa vez por cima do coque. Com grampos, prenda o coque no lugar. Com grampos menores, junte as tranças ao coque, uma por cima e outra por baixo. Pra completar, mais spray de fixação!

Fininhas

Contrariando a onda das maxi-coisas, a designer de jóias americana Ariel Gordon tem uma linha homônima de jóias minimalistas, fofíssimas. Tudo bem feminino, delicado, sem ostentação:

agordon3agordon1agordon5 agordon7 agordon8

A linha de jóias em ouro é sucesso entre celebridades e não é difícil entender por que. Se alguém souber de alguma marca brasileira de bijoux acessível que esteja fazendo coisas nessa linha, me avisa?

E já que o assunto se encontra na delicadeza, dei uma pesquisada na marca e achei fotos tanto do escritório como da casa da designer. Eis a prova que bom gosto não anda só:

GG_ArielGordon_43 IMG_9050-718x581c IMG_8889-683x581c GG_ArielGordon_35 IMG_8819-683x581c 12 11 2 4 GG_ArielGordon_22 GG_ArielGordon_05 8

As fotos são desses posts do Glitter Guide e do The Chalkboard Mag

Trancendental

Lá nos idos de 2008, ter o cabelo trançado concedia status de fashionista imediato. Acho uma pena que uma moda tão divertida tenha passado, dando lugar às enjoativas escovas modeladas. Por isso, fiquei surpresa ao encontrar essas fotos lindas do último desfile da Rodarte, grife americana criativa e inovadora.

braidsrodarte1

braidsrodarte2

DSC_6144.450x675

braidsrodarte5

braidsrodarte6

Bem despojado, chic e fácil de fazer, né? Não ligo apenas para tendências, mas achei legal esse retorno da moda a um cabelo mais desarrumado, com cara de princesa medieval. A tiarinha de arame farpado, porém, acabou com qualquer fiapo de bondade que o visual pudesse ter. Dei uma pesquisada e descobri que a cabeleireira Odile Gilbert buscava um look “princesa rockeira”. Ela usou produtos John Frieda no styling. Fez baby liss nos cabelos, depois escovou tudo para suavizar o efeito. Separando mechas, ela criou duas tranças de cada lado, que se encontram em um arranjo de cabelo no formato de rosa, virando apenas um trançado.

É uma ideia simples, mas não óbvia. Gosto disso. Será que fica bom em vários tipos de cabelo? Se testarem, me contem!

Elie Saab – cabelos, maquiagem, detalhes e sapatos

Eu sei, estou obcecada.

Mas vamos concordar que ninguém se importa de ver mais um post meu chorando as pitangas pela beleza das criações do Elie Saab, né? Ótimo.

Ver os vestidos não foi suficiente pra mim: tive que ir atrás de detalhes daqueles bordados impecáveis, da maquiagem e cabelo das ninfas modelos, do cabelo, dos sapatos. E é claro que isso só serviu pra me deixar mais apaixonada pelo mestre.

Cabelos:

Essa releitura super simples do clássico rabo de cavalo deixa o visual bem limpo e classudo, acho uma ideia muito legal! Apesar da simplicidade, acho que pra imitar em casa é melhor ter o cabelo bem comprido e sem camadas ou um aplique amigo.

Maquiagem:

Ninguém melhor pra mostrar a maquiagem do desfile que a Karlie Kloss, minha modelo preferida! Pele perfeita, blush leve, delineado fininho, um toque de sombra cintilante e postiços, sobrancelha natural e batom rosinha – na foto dá pra ver que é o Pink Plaid da MAC. A imagem da perfeição!

Detalhes:

Além dos bordados embasbacantes, amei achar essa imagem de perto da estampa que eu tinha adorado. De perto ela é ainda mais linda, como pode?

Sapatos:

E pra finalizar, os sapatos, Mary Janes de tira dupla com o peep toe que quase não deixa espaço pro “peep”, bem anos 60 e acompanhando a paleta de cores do desfile. Usaria fácil!

E pra finalizar, o que que a gente acha disso, Karlie?

Ai, acho o máximo, menina!

por Julia

Dica rápida (e valiosa!)

Faz certo tempo que não falo de dicas de beleza aqui no blog, mas os últimos post da Ju me inspiraram! E essa é rápida e para as moças que adoram seus cabelos cacheados! Como eu contei aqui no Coisas de Diva, eu sempre deixo meu cabelo secar ao natural!

Isso até que eu comecei a trabalhar até tarde e Curitiba virou uma cidade praticamente polar. Exageros à parte, mesmo em dias como hoje que não fez tanto frio, eu não deixo de secar meu cabelo com difusor!

É muito mais rápido e me deixa com cachos beeeem gorduchinhos e definidos e não me faz congelar com a umidade! A dica é usar um produto que proteja os fios e diminua o dano que o secador causa nos cachos.

Ando usando dois produtos e o que mais faz efeito é o Pantene Pro-V Cachos Definidos – Tratamento Preventivo Pré-Styling (a.k.a. o produto com o maior nome da história!). Ele é cheiroso como todos os produtos da linha e deixa meu cabelo relativamente protegido do calor.

Não fica como seco ao natural, mas fica brilhante, sedoso e não me deixa com uma juba à la Maria Bethânia (que, diga-se de passagem, é uma pessoa que eu adoro, mas vamos combinar que não é o cabelo dos sonhos, né?).

O outro produto que passo antes do secador é o John Frieza Frizz-Ease Dream Curls, que nada mais é do que um spray aperfeiçoador de cachos. Quê? Essa aguinha linda pode ser usada antes do calor ou para secar ao natural e normalmente dá bastante brilho e define um pouco os cachos. Eu adoro!

Os dois produtos você encontra em farmácias. O primeiro é mais simples de achar, na seção dos Pantene, e custa menos de R$ 10. Já o segundo, você vai achar em lugares como a Droga Raia e sai na faixa de — facada! — R$ 50. Mas vale o investimento!

Também vale explicar rapidinho como eu seco meu cabelo: primeiro, divido ele em quatro mechas bem gordas (tenho MUUUITO cabelo, portanto, pense em mechas caprichadas mesmo). Em seguida, coloco o difusor em cada mecha e deixo por um tempo bem generoso — algo em torno de 7 minutos. Para passar o tempo, aproveito para deixar a leitura das minhas revistas favoritas em dia. Ao final do processo, cachos secos e fofinhos!

Mas ainda sim anseio pelo verão e o ar quente que seque meus cabelos em pouco tempo! Ai ai…

E vocês, tem outras dicas para o processo de secar cabelos ondulados e cacheados?

por Manu

Soltinho

Uma coisa que eu reparei assistindo o red carpet do SAG no domingo foram os penteados: de uns anos pra cá, os penteados rígidos e bem certinhos vêm perdendo espaço para presos mais displicentes.

Eis que ontem vi que até mesmo os penteados mais “bagunçadinhos” estão perdendo lugar pra um penteado ainda mais simples: cabelos soltinhos ao vento.

Mas é claro que não é aquele cabelo solto de “ah, acordei e fui pra festa”, é mais aquela coisa “oi, acordei, arrumei o cabelo, usei produtinhos incríveis e fiquei com cara que não fiz nada”.

Vamos dar uma olhada das variações desse visual que apareceram no SAG – e que podem ser adaptados às festas da vida real!

Mila Kunis cabelos SAG 2011

A Mila Kunis apareceu com cabelos divididos bem certinhos ao meio, babyliss com pouco volume na raiz e cachos bem larguinhos e soltos. E esse brilho todo, será que tem pra vender?

Sarah Hyland SAG 2011 cabelo solto

A Sarah Hyland é quase uma irmã mais nova da Mila Kunis, vai dizer? A diferença é que o cabelo dela é dividido ao lado com a franjinha, e parece que os cachinhos são mais displicentes – o que deixa o visual mais jovem, inclusive.

Jayma Mays SAG 2011

Eu admito que a Jayma Mays ficou cabeçuda demais com esse penteado, mas a ideia (pra quem não é um palitinho, que nem ela) é ótima: cabelón dividido sem muito cuidado, com bastante textura e voluminho no topo, numa vibe meio Brigitte Bardot e leves ondas só pra dar movimento. Acho que fica ótimo em comprimentos médios e em cabelos finos com repicado, que nem o dela! Esse manual da Petit mostra um pouco de como conseguir o volumão. Quem se arrisca? :)

Lea Michelle SAG 2011

O cabelo da Lea Michelle parece um pouco o da Jayma Mays: voluminho, pontas com emoção e onda beeeem abertinhas.

Claire Danes SAG 2011

A Claire Danes apareceu de cabelo solto, lisinho e só dividido de lado, bem comportadinho e fofo. Pra não dizer que não fez nada, rola um certo volume, mas não sei se simpatizo com cabelo lisão em festa. Que vocês acham?

Christina Hendricks SAG 2011

Pra fechar, mais um soltinho que não sei se simpatizei: a musa do blog, Christina Hendricks, apareceu de topetinho, volume e leves ondas, mas acho que algo aí não ornou muito bem, preferiria ondas mais “old Hollywood”, aquela coisa bem anos 40, sabem? Alguém mais acha que esse penteado parece desleixo do cabeleireiro?

Pronto, meninas! Gostaram das ideias pra aparecer nas festas de cabelo soltinho, bonito e chique sem precisar recorrer aos coques mirabolantes ou coisas do tipo?

Depois desse post alguém vai se animar a aparecer de cabelo soltinho com emoção em festas de gala?

por Julia

Retrospectiva 2010: Cabelos

Ao longo dessa semana, o blog vai ter uma super Retrospectiva 2010 Sem Finesse. Pra começar, a pauta do dia é cabelos, mas falaremos sobre moda, maquiagem, esmaltes, música, tv, cinema e tendências! =)

Assim, vamos relembrando o que passou nesse primeiro ano de blog, que comemora seu belo aniversário no dia 16 de janeiro!

Cabelo sonho 2010


Manu: Minha paixão capilar de longa data é a Anne Hathaway, que tem as madeixas mais lindas que já vi. O brilho e tom de castanho chocolate perfeito são os segredos da musa. Sabiam que dentre muitas meninas, ela foi a escolhida para O Diário da Princesa por ter cabelos dignos da realiza? Sem falar que eu pirei quando a atriz apareceu toda free-spirit no longa Love And Other Drugs em 2010. Definitivamente meu cabelo inspiração, levei até para a cabelereira cortar parecido.

Ju: Eu fiz um post sobre isso então meu voto não é segredo pra ninguém: a Amber Heard tem os cabelos mais hidratados e brilhosos e os penteados mais perfeitos do ano!

Melhores shampoos

Ju: Ainda estou em busca do shampoo perfeito, mas gosto de variar entre o Clear (já testei várias linhas da marca e gosto de todas!) e o clássico shampoo Johnson’s.

Manu: Recentemente, comecei a usar o shampoo Absolut Repair da L’Oréal Profissionel. É o melhor que já usei! Absurdamente hidratante, parece um creme mas deixa o cabelo bem limpo e cheiroso.

Melhor condicionador

Ju: Usei o condicionador da linha Reparação Intensa da Pantene quase o ano inteiro. Acho ótimo pra deixar o cabelo super hidratado sem pesar!

Manu: Costumo alternar entre o condicionador Hydra-Max Colágeno da Elsève e o Cachos Definidos da Pantene. Os dois são cheirosos, desembaraçam direitinho e cumprem o papel. O Pantene ganha no quesito precinho camarada, com suas embalagens imensas de 400 ml.

Melhor hidratante

Ju: Testei a máscara hidratante All Soft Heavy Cream da Redken no esquema a granel e adorei, mas confesso que sou absolutamente relapsa com hidratações capilares, hahaha.

Manu: Para evitar o frizz, hidrato meus cachinhos três vezes por semana. Como eu disse aqui, a Masque Éclat da L’Occitane tem sido minha companheira. Mas vale também a menção honrosa para a ProKachos da Vitabelle.

Melhor leave-in


Ju: Meu cabelo é ondulado nas pontas, e com os cuidados certos, ele fica bem enroladinho e bonito. Por dica de uma amiga que tem o cabelo parecido, conheci o umidificador de cachos da Barrominas, que é simplesmente fantástico e muito baratinho (20 reais por 400 ml que não acabam nunca!).

Manu: Assim como no condicionador, alterno entre a linha Elsève e a Pantene para leave-ins. Os dois são muito semelhantes e deixam meus cachos definidos! Mas fica aqui um beijo pro John Frieda Daily Nourishment, que acabou e era o máximo.

Decepção


Ju: Usei uma vez o condicionador da linha Reconstrução Completa da Dove e achei ótimo. Fui lá e comprei o shampoo e esse condicionador e lembrei por que não uso nada da linha capilar da Dove: cabelo oleoso, pesado e sem movimento. Dúvida sincera: Dove é bom pro cabelo de alguém?

Manu: No meio do ano, a Pantene fez o maior auê com sua ampola 3 Minutos Milagrosos, com press conference com a Gisele e tudo mais. Eu corri para experimentar, e não curti. De milagroso, não tem nada. É um hidratante comum que até deixou meu cabelo meio borrachento. E R$ 5 por um creme nacional, é meio decepcionante, né? As ampolas da L’Oreal Profissionel são R$ 10 e a Schwarskopf são R$ 15 e são verdadeiros milagres capilares. Valem cada centavo!

Pronto! Esses são os nossos favoritos (ou não) do ano! E o de vocês, qual são?

Amanhã  a gente compartilha os nossos momentos preferidos da maquiagem em 2010!

Delineado + coque pneuzinho

Gente, o post de hoje é rapidinho porque a vida não tá fácil mas eu queria mostrar pra vocês a maquiagem e o cabelo que eu usei no último fim de semana, no casamento de um primo. Eu já tinha resolvido há um tempo que eu queria arriscar um coque rosquinha, coisa super simples e fofa que santa Julia Petit ensinou todo mundo a fazer e tal. Mas o detalhe é o seguinte: dona Petit deve ter uns 20% do meu volume capilar, e é assim que o penteado fica nela:

Ô gracinha! Aí quando eu fui tentar replicar em casa, o rabo de cavalo ficou um pouco mais alto e bem mais gordo (e foi carinhosamente apelidado de “coque pneu”, hahaha). Realiza aí a abundância capilar diretamente saída de Mad Men (meio Betty-em-Roma, hahaha), minha gente:

Com os cabelinhos que ficam “sobrando” depois de fazer o coque rosquinha – vejam o vídeo pra entender, é bem fácil! -, eu pedi pra uma boa alma fazer tranças que ficaram presas em volta do coque.  Não ficou perfeito porque foi a primeira tentativa, mas eu achei que ficou super legal, bem diferente  e chique! Pra acompanhar o cabelón anos 60, fiz um delineado gatinho bem grosso e joguei um batonzão vermelho (o Russian Red, e dessa vez não é a cantora!):

Maquiagem simples e eficiente e cabelo poderoso e rapidinho! Achei uma ótima combinação pras formaturas e festas de fim de ano. Gostaram? :)

por Julia

Produto que amamos: Masque Éclat da L’Occitane

A prova máxima de que a gente ama um produto é comprá-lo novamente depois que acaba! É sinal que ele se tornou meio essencial na nossa rotina de beleza… Depois que minha mãe me deu meio pote dessa máscara da L’Occitane, ganhei um novo produto essencial! Quando acabou, eu fiquei me enrolando um monte pra comprar por causa do preço salgadinho. Até que ontem vi na loja que estava com um descontinho! De R$89 passou para R$65! Na Sacks também tem por esse preço! É bem salgadinho, mas, sem brincadeira,  é a melhor máscara de cabelo que eu já usei e um potinho mixuruca de 250 ml dura uma eternidade mesmo pro meu cabelón (quem já me viu sabe, eu tenho UMA MONTANHA de cabelo!)

A máscara faz parte da linha Aromacologia da empresa da Provence, que tem muitos produtos para cabelos secos, mal tratados e tinturados. O produto tem cinco óleos essenciais: angélica, lavanda, gerânio, ylang-ylang e laranja doce, além de óleo de girassol e de trigo. É muita natureza pra fazer bem para as madeixas!

Adoro que esse é um produto que cumpre muito o que promete! Éclat significa brilho e, de fato, meu cabelo se enche de luminosidade nos dias que eu passo a máscara. Ela é para ser usada até duas vezes por semana por que tem uma consistência bem grossa, e, portanto, se exagerar no uso, o cabelo fica oleoso.

Eu normalmente não sigo a recomendação do potinho, que manda deixar de 5 a 10 minutos no cabelo. Eu passo e vou fazer algo, deixo agir por um tempinho.  Ao lavar, já dá para sentir a textura do cabelo mais macia e o uso do condicionador é quase dispensável. E as meninas de cabelo cacheado como eu  sabem o quanto essa etapa da lavagem é necessária!

Meu único porém com esse produto é o cheirinho. Não é ruim nem nada, é bem VERDE, natural etc. O problema é que ele é bem marcante e forte, difícil de se acostumar. Mas um dia eu acabo gostando!

Para ter mil potinhos!

por Manu